Reservas treinam e São Paulo deve ter mudanças contra o Ituano

Classificado à quarta fase da Copa do Brasil, o São Paulo se reapresentou na manhã desta sexta-feira, no CCT da Barra Funda, onde realizou o único treino para o duelo com o Ituano, neste sábado, às 16 horas (de Brasília), no Morumbi. Como o elenco não trabalhou na última quinta, o técnico Rogério Ceni comandou apenas uma atividade em campo reduzido com os jogadores reservas ou que entraram no decorrer do empate por 1 a 1 com o ABC, em Natal, na quarta.

Sob forte sol, os titulares realizaram um treino regenerativo no campo, à exceção de Cícero, que trabalhou separado no Reffis. Caso o versátil meio-campista seja preservado, o jovem Lucas Fernandes ganharia uma chance no time inicial.

Quem também começará jogando é o centroavante Lucas Pratto. O argentino, que foi submetido a uma cirurgia no nariz para reparar fratura ocorrida durante o clássico contra o Palmeiras, treinou normalmente com uma máscara de proteção e está à disposição do treinador.

Rogério Ceni, aliás, deve promover mudanças na escalação contra o time do interior. A tendência é que Bruno, Jucilei e Luiz Araújo, todos preservados no compromisso do meio de semana, comecem o confronto neste sábado nas vagas de Buffarini, João Schmidt e Wellington Nem. No gol, Renan Ribeiro finalmente será testado e na zaga Breno é o favorito a substituir o suspenso e lesionado Rodrigo Caio.

Após o treino em campo reduzido, os jogadores finalizaram o trabalho desta sexta-feira aprimorando finalizações e Ceni cumpriu a sua promessa de não treinar jogadas de bola parada defensiva antes do embate deste sábado, válido pela nona rodada do Estadual. O Tricolor lidera o Grupo B, com 14 pontos, enquanto o Ituano é o lanterna do Grupo A, com nove.

Visita de ouro

Os jogadores do São Paulo treinaram sob os olhares de Petrúcio Ferreira, atleta paralímpico que conquistou a medalha de ouro nos 100m rasos dos Jogos do Rio de Janeiro, em 2016. Com 20 anos, Petrúcio tem parte do braço esquerdo amputado e estabeleceu o novo recorde mundial na capital fluminense, com o tempo de 10s57. Vestido com a camisa tricolor, o paraibano foi cumprimentado pelos jogadores e conversou especialmente com o ídolo Diego Lugano.