Reservas do Fluminense encaram o Boavista em estreia na Taça Rio

Ainda comemorando o título da Taça Guanabara, o Fluminense estreia neste domingo na Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca, visitando o Boavista, no Estádio Elcyr Resende, em Saquarema (RJ), às 19h(de Brasília). O Tricolor já está garantido nas semifinais do Estadual e por isso viverá dias tranquilos na competição. Tanto que vai preservar boa parte de seus titulares, já que na próxima quarta-feira tem duelo decisivo contra o Criciúma, pela terceira fase da Copa do Brasil.

Abel Braga, técnico do Fluminense, garante que sua equipe vai jogar com seriedade a Taça Rio, mas admite que neste momento o Campeonato Carioca deixou de ser uma prioridade, ainda mais com a vaga nas semifinais assegurada.

“Nós temos um jogo muito importante e decisivo na quarta-feira, que não nos vai dar uma segunda chance em caso de tropeço. Portanto, vou preservar cerca de oitenta por cento do grupo em uma decisão que vai ser tomada em conjunto com a equipe de fisiologia. Alguns jogadores não poderão atuar para não corrermos riscos. Porém, isso não significa que vamos deixar a Taça Rio de lado pois vamos em busca de mais esse título também”, disse Abel.

Na visão dos jogadores do Fluminense, essa partida tem tudo para ser complicada porque eles entendem que o Boavista é um time qualificado.

“O Boavista tem um investimento maior do que a maioria dos clubes que não tem um orçamento muito grande. Basta ver a quantidade de jogadores de nome que eles conseguiram contratar e que fortaleceu o grupo, dando inclusive experiência em jogos decisivos. Não vamos encontrar nenhum tipo de facilidade, muito pelo contrário. Se desenha uma partida das mais complicadas e precisamos estar preparados”, avisou o meia Marquinho.

Sobre o time, ainda com dores na perna direita, o meia Gustavo Scarpa mais uma vez vai ficar de fora. Quem pode reaparecer para ganhar ritmo é o goleiro Diego Cavalieri, livre de dores no tornozelo direito. Alguns jovens revelados nas categorias de base do clube terão oportunidade, como os meias Calazans e Lucas Fernandes, e o centroavante Pedro.

Pelo lado do Boavista, o técnico Joel Santana trabalha o psicológico do grupo, que ficou abalado após a derrota em casa por 3 a 0 para o Sport, que praticamente gerou a eliminação na Copa do Brasil. A meta no Campeonato Carioca é melhorar a pontuação da Taça Guanabara, quando o time fez quatro pontos, e sonhar com um lugar nas semifinais.

“O Boavista tem condições de conquistar uma pontuação maior, pois o time, mesmo demorando, conseguiu ganhar mais entrosamento e motivação não falta a este grupo de jogadores. Vamos com tudo para cima do Fluminense, mesmo respeitando o adversário”, disse o experiente zagueiro Antônio Carlos, que marcou o gol do título do Fluminense na final do Estadual de 2005, diante do Volta Redonda.

Em termos de escalação, Joel Santana vai manter o time que atuou contra o Sport. Pelo regulamento da Taça Rio os times enfrentam equipes do outro grupo em turno único, com os dois primeiros colocados de cada chave se garantindo nas semifinais.

FICHA TÉCNICA

BOAVISTA X FLUMINENSE

Local: Estádio Elcyr Resende, em Saquarema (RJ)

Data: 12 de março de 2017 (Domingo)

Horário: 19h(de Brasília)

Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)

Assistentes: Diogo Carvalho Silva (RJ) e Daniel de Oliveira Alves Pereira (RJ)

BOAVISTA: Felipe, Anderson Luis, Antônio Carlos e Gustavo Geladeira; Maicon, William Maranhão, Thiaguinho, Erick Flores, Fellype Gabriel e Pedro Botelho; Mosquito

Técnico: Joel Santana

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Renato, Reginaldo, Wesley e Marquinhos Calazans; Pierre, Wendel e Marquinho; Lucas Fernandes, Marcos Junior e Pedro

Técnico: Abel Braga