Reservas do Fluminense duelam com o Madureira pela Taça Rio

Preservando seus titulares, o Fluminense encara o Madureira nesta quarta-feira, às 16 horas (de Brasília), no Estádio Moça Bonita, em Bangu, pela quinta rodada da fase de grupos da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca. O Tricolor, que vem de triunfo de 3 a 0 sobre o Macaé, lidera o Grupo C com nove pontos. Já o Tricolor Suburbano, que tem apenas um ponto no Grupo B, tenta se recuperar da derrota de 2 a 0 para a Portuguesa.

Abel Braga, técnico do Fluminense, explicou os motivos de optar por uma formação de reservas. O Tricolor, por ter vencido a Taça Guanabara, já estava nas semifinais do Estadual e por ter assegurado uma das duas melhores campanhas na classificação geral passou a ter a vantagem do empate nas etapas mais decisivas da competição. Com isso, ele pretende priorizar, por exemplo, a Copa Sul-Americana, competição pela qual o Fluminense estreia na próxima semana duelando com o Liverpool do Uruguai. O Tricolor também tem confrontos importantes neste mês pela Primeira Liga e pela Copa do Brasil.

“Nós conseguimos contra o Macaé chegar a uma pontuação que nos garante a vantagem do empate nas semifinais, pois estamos já com uma das duas melhores campanhas. Antes, com a conquista da Taça Guanabara, infelizmente isso não havia sido conseguido, apesar do título. Portanto, tenho condições agora de trabalhar a questão do time nos jogos que restam na Taça Rio. Sabemos que a Copa Sul-Americana está se aproximando e na próxima semana ela começa para nós. Não vamos abrir mão dela, como não estamos abrindo mão de nada nesta temporada, portanto, é preciso saber usar a inteligência”, disse Abel.

O treinador tricolor analisou o Madureira e espera um jogo complicado. “O Madureira tem um dos melhores elencos dentre as equipes de menor investimento e por isso mesmo precisamos ficar atentos. O Botafogo teve problemas contra eles, perdendo por dois a zero, o Vasco sofreu para fazer um a zero, enfim, é um time bem capaz e que vai exigir muito da gente – completou.

Abel Braga não antecipou a escalação, mas vários atletas que apresentam desgaste ou que estão jogando muitas vezes não serão utilizados, como o lateral direito Lucas, os zagueiros Henrique e Renato Chaves e o atacante Richarlison, por exemplo.

Pelo lado do Madureira, o técnico Paulo César Gusmão conversou com seus jogadores sobre a importância de eles atuarem de maneira ofensiva contra o rival. “Nós precisamos nos impor desde o começo contra o Fluminense para não deixar que o adversário assuma o controle da partida. Temos que assumir o rumo que o jogo vai tomar, fazendo com que o mesmo se passe, a maior parte do tempo, no campo do Fluminense. Se tivermos sucesso neste sentido nós vamos conseguir avançar rumo a um triunfo”, disse PC Gusmão.

O Madureira tem problemas para este jogo. O zagueiro Diego Guerrea, o volante Leandro Carvalho e o atacante Souza ficam de foram, cumprindo suspensão por acúmulo de cartões amarelos. Assim, o experiente Fábio Braz assume um lugar na zaga, Esquerdinha entra no meio e Júlio César será o comandante do ataque.

Pelo regulamento da Taça Rio, os times jogam um grupo contra o outro e os dois melhores colocados de cada chave avançam para as semifinais, sendo que as duas melhores campanhas na classificação geral, que leva em consideração o somatório dos dois turnos, seguem diretamente para as semifinais do Estadual. Já os dois piores colocados terão que jogar uma seletiva no próximo ano para saber se disputarão a Primeira Divisão em 2018.

Nova Iguaçu precisa vencer o Resende

Sensação da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca, o Nova Iguaçu visita o Resende nesta quarta-feira, às 15h30(de Brasília), no Estádio Los Lários, em Duque de Caxias, pela quinta rodada, precisando de um triunfo para se manter na zona de classificação do Grupo B.

O Nova Iguaçu, que vem de derrota de 2 a 1 para o Volta Redonda, soma sete pontos e divide segunda posição com Botafogo e Boavista, mas leva vantagem nos critérios de desempate. Já o Resende soma quatro pontos no Grupo C.

FICHA TÉCNICA

MADUREIRA X FLUMINENSE

Local: Estádio Moça Bonita, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 29 de março de 2017, quarta-feira

Horário: 16 horas (de Brasília)

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)

Assistentes: Rodrigo Henrique Corrêa e Thiago Corrêa Farinha (ambos do RJ)

MADUREIRA: Rafael Santos; Arlen, Fábio Braz, Jorge Fellipe e Pirão; William, Rezende, Luciano Naninho, Esquerdinha e Douglas Lima; Júlio César

Técnico: Paulo César Gusmão

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Mateus Norton, Nogueira, Reginaldo e Marquinhos Calazans; Luiz Fernando, Wendel, Marquinho e Marcos Júnior; Osvaldo e Pedro

Técnico: Abel Braga