Repleto de jovens, Palmeiras retorna ao palco onde iniciou a trajetória das #CriasDaAcademia

LANCE!/NOSSO PALESTRA
·3 minuto de leitura


Visando a recuperação no Campeonato Paulista após três jogos sem vitória, o Palmeiras volta a campo pelo estadual na noite desta sexta-feira (23), diante do Guarani, no Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas.


Disputando o Paulistão com um time alternativo, o duelo vai servir, mais uma vez, para que os jovens atletas do Verdão busquem espaço e quem sabe possam conquistar uma vaga definitiva no elenco, uma vez que a temporada deverá ser longa e exaustiva.

Com Gustavo Garcia, Vanderlan, Fabinho e companhia, o Palmeiras está batendo recordes de utilização das categorias de base na competição. No empate diante do Botafogo, em 0 a 0, na noite do último domingo (18), foram a campo oito jogadores oriundos das categorias de base do Verdão entre os 11 titulares, número que estabeleceu a nova marca deste século.

O recorde superou o antigo número, de sete formados no clube em uma mesma escalação. O feito havia sido atingido também na temporada 2021, na terceira rodada do Campeonato Paulista, no empate por 1 a 1 contra o São Bento. Até aqui, em todos os jogos desta temporada o clube teve presença de pratas da casa. Ao todo, 14 foram a campo, além de mais quatro nomes que ficaram no banco, e aguardam suas estreias na equipe principal.

Situação bem diferente da realidade vivida na última vez em que o Palmeiras visitou o estádio Brinco de Ouro. Marcada pela despedida profissional do zagueiro Edu Dracena, o Verdão mandou o duelo diante do Goiás, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2019 em Campinas. Na goleada por 5 a 1, a equipe comandada por Andrey Cebola não apenas venceu, como convenceu. Dudu (x2), Gabriel Veron (2x) e Zé Rafael foram os autores dos gols.

Marcada por ser uma temporada abaixo da expectativa e sem olhares para a categoria de base, o confronto no Brinco de Ouro marcou uma grande virada de página na história recente do clube. Apesar de entrar no gramado sem nenhuma Cria da Academia, Gabriel Veron recebeu oportunidade na segunda etapa, e deixou o campo com dois gols e uma assistência.

RELEMBRE A ESCALAÇÃO DA PARTIDA

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Matheus Fernandes e Bruno Henrique; Raphael Veiga (Jean 21’/2ºT), Lucas Lima (Ramires 43’/2ºT) e Zé Rafael (Gabriel Veron 11’/2ºT); Dudu. Técnico: Andrey Lopes.


Esse foi o segundo – Veron já havia entrado diante do Fluminense – de uma sequência com mais de 60 partidas seguidas com utilização de atletas das categorias de base, encerrada apenas em janeiro de 2021, no empate por 1 a 1 contra o Grêmio, pelo Campeonato Brasileiro de 2020. A situação foi a única na temporada de 2020.

A partida também marcou por ser uma das primeiras após o anúncio efetivo de que na temporada 2020 o clube optaria pela maior utilização de jovens e menos contratações com grande investimento.

Depois de 20 dias, seria a vez do anúncio do treinador Vanderlei Luxemburgo, responsável pelo início da temporada mais vitoriosa do Palmeiras nos últimos 30 anos ao lado dos tantos jovens já conhecidos pela torcida alviverde e que em pouco tempo já marcaram seus nomes na história do clube.