Repórter usa braçadeira arco-íris proibida pela Fifa antes de Inglaterra x Irã pela Copa do Mundo

A ex-jogadora do Arsenal e repórter Alex Scott, da Sky Sports, apareceu ao vivo do gramado minutos antes de Inglaterra x Irã pela Copa do Mundo com uma braçadeira arco-íris, proibida pela Fifa durante os jogos da seleção inglesa.

Como forma de mandar uma mensagem após a proibição, Harry Kane, capitão do time inglês, usou uma braçadeira escrita 'No discrimination' (Sem discriminação).

Leia também:

Kane e o técnico inglês Gareth Southgate afirmaram em coletiva neste domingo que ainda pretendiam usar a braçadeira arco-íris, mas aguardavam o retorno da entidade. Outros oito capitães de seleções participantes da Copa também participariam da ação.

A seleção inglesa já haviam feito uma primeira ação, ao chegar no Qatar com avião chamado Rainbow, que significa arco-íris e levava o símbolo na sua pintura.

No Qatar, a prática homossexual é considerada infração à lei e as penas variam entre prisão e até morte, em algumas regiões e por conta disso, à comunidade LGBTQIA+, não poderá demonstrar gestos de afeto no país ou usar a bandeira do movimento no país.