Repórter da Globo desabafa após morte da avó por coronavírus

O repórter Flávio Passos, do Grupo Globo, desabafou neste sábado sobre a morte de sua avó Lúcia, vítima da COVID-19. Em vídeo publicado nas redes sociais, o jornalista lamentou não poder se despedir dela e reforçou o pedido das autoridades sobre isolamento social.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

- Minha avó, Dona Lúcia, morreu ontem (sexta-feira) vítima da Covid-19. Eu não pude me despedir, nem dar um abraço na minha mãe e no meu padrasto, que eram muito próximos dela. O que me fez gravar essa vídeo é tentar mais uma vez conscientizar quem não está respeitando a quarentena, que acha que esse não é um momento sério, que é só uma "gripezinha"... não espere ser sua avó - disse Flávio.

Leia também:

Setorista do Santos, o repórter do Globo Esporte condenou a atitude das pessoas que não respeitam a quarentena. Flávio alertou sobre a importância do isolamento social.

- Eu culpo quem não está respeitando a quarentena pela morte da minha avó. Quem garante que o vírus teria chego nela se tivéssemos batido a meta de 70% de isolamento, que é a taxa que as autoridades de saúde e pessoas que querem nosso bem pregam? Não esperem a água bater na bunda, nem morrer alguém que você ama para você se tocar que é sério - afirmou.

O Brasil superou neste sábado a marca de 10 mil pessoas mortas pelo novo coronavírus. O boletim divulgado pelo Ministério da Saúde aponta que o país registrou 730 óbitos nas últimas 24h, chegando a 10.627 mortes confirmadas pela COVID-19. No total, são 155.939 casos confirmados da doença entre os brasileiros.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também