Renovação de contrato depende apenas do São Paulo, diz Lugano

Diego Lugano pode estar vivendo seus últimos momentos com a camisa do São Paulo. Para que o zagueiro uruguaio siga escrevendo sua história no Tricolor, basta o clube se posicionar e concordar com uma renovação contratual. O jogador de 36 anos avisou, em entrevista coletiva nesta segunda-feira, que não pensa em sair e que se sente preparado para seguir no elenco de Rogério Ceni.

“Sempre falei o mesmo, vai depender de como eu me sentir física e mentalmente. Faz um ano que não perco um minuto no treino do São Paulo. Um ano que estou à disposição toda quarta e domingo. Estou num momento físico e mental melhor do que há dois, três anos, quando sofri com lesões. Isso me motiva a continuar e desfrutar da carreira de jogador de futebol. Obviamente que aqui o contrato vai até junho. E isso vai depender do São Paulo. Por enquanto, se continuar assim, quero continuar”, comentou.

Depois de uma passagem vitoriosa entre 2003 e 2006 pelo clube, Diego Lugano voltou ao São Paulo em 2016. Nessa temporada, o zagueiro atuou em quatro jogos, dois deles como titular. Questionado sobre seu aproveitamento, o uruguaio não negou que gostaria de atuar mais vezes.

“Coitado de mim se não esperasse jogar mais. Obviamente é menos do que eu esperava. (É o desejo) de qualquer jogador (atuar mais). É a base da competitividade que o jogador tem de ter para jogar no São Paulo. E para exigir dos companheiros. Isso vira reflexo no campo”, explicou.

Titular contra Novorizontino e Santo André, Lugano pode voltar a ser utilizado nesta quarta-feira, no primeiro duelo contra o ABC-RN, pela terceira fase da Copa do Brasil, às 19h30 (horário de Brasília), no Morumbi. Rodrigo Caio e Maicon são dúvidas para o confronto que antecede o clássico com o Palmeiras pelo Campeonato Paulista.

“Obviamente os dois são titulares do São Paulo pela qualidade deles, mas na zaga tem mais jogadores, né? Hoje somos sete zagueiros com vontade de jogar, Tem o Lyanco, o Breno, o Lucão, o Douglas, todo mundo tem de estar preparado para quando Maicon e Rodrigo não estiverem à disposição”, finalizou.