Base rende frutos e também eleva poderio ofensivo do Resende em seu início no Carioca

LANCE!
·1 minuto de leitura


O processo de formação de atletas que o Resende desenvolveu em parceria com a Pelé Academia deixou boas expectativas para a equipe neste Começo Campeonato Carioca. Na quinta colocação da competição, com sete pontos, o Gigante do Vale viu seus quatro gols acontecerem graças a atletas formados nas categorias de base do clube.

Coube aos atacantes Kaique, de 22 anos, e Jeffinho, de 21, comandarem a vitória por 2 a 1 de virada sobre o Fluminense na estreia da equipe. O volante Paulo Victor marcou o gol do Resende no revés para o Flamengo, por 4 a 1. O jogador de 22 já havia anotado dois gols na temporada de 2020, e inclusive garantiu a permanência da equipe na elite do Carioca.

> Veja as classificações e a tabela do Campeonato Carioca

Outro jogador que saltou aos olhos no Gigante do Vale foi João Felipe. O jovem de 19 anos, que é aguardado para se apresentar ao Lyon, definiu em um contra-ataque a vitória por 1 a 0 sobre o Volta Redonda.

Outro jogador promissor é o meia Brendon. Com passagem nas categorias de base do Corinthians, já se destacou entre os jovens do Resende e não demorou a assinar seu primeiro contrato profissional.

A base da equipe já começa a receber uma atenção especial do técnico Sandro Sargentim. Igor Bolt é uma das alternativas constantes na etapa final, e agrada os torcedores.

Todos os jovens do Gigante do Vale têm acesso à estrutura do Centro de Treinamento da Pelé Academia, uma fábrica de talentos que leva a assinatura do "Rei do Futebol". Além disto, há uma metodologia de formação é aplicada com acompanhamento de profissionais qualificados, dentre eles do Lyon, clube que também participa do projeto por meio de uma parceria.