Renault: F1 caminha para estar na vanguarda do desenvolvimento

Redação Motorsport.com
·2 minuto de leitura

À medida que começam as discussões sobre o enquadramento das novas regras de motores híbridos, o mais tardar em 2026, tem havido um foco maior em como a F1 pode continuar atraente para fãs e fabricantes.

Os novos regulamentos oferecerão a oportunidade para o esporte mapear novas tecnologias potenciais no desenvolvimento de motores, combustíveis e baterias.

Leia também:

F1: Grosjean diz que “mãos estão melhorando”, após um mês de acidente no Bahrein O segredo de Honda e Red Bull que pode render frutos em 2021 F1 deve reduzir duração de treinos de sexta-feira para uma hora em 2021

Uma das principais direções que a F1 quer tomar é estar na vanguarda do desenvolvimento de combustível sustentável, que os chefes da categoria acreditam que pode trazer enormes benefícios ao meio ambiente, enquanto a maioria dos carros de rua continua funcionando com motores de combustão interna.

Para o chefe da Renault, Cyril Abiteboul, os chefes da fabricante francesa estão totalmente comprometidos com a F1 e as possibilidades para o esporte nos próximos anos são extremamente emocionantes.

“Acho que há um tipo de área muito interessante que se abrirá para o desenvolvimento de energia”, explicou Abiteboul. “Acho que a Fórmula 1 vai se tornar um esporte que vai girar em torno de energia, que tipo de combustível queremos e que tipo de bateria queremos usar também.”

“Vejo que essas coisas serão muito importantes em termos de avanço para a indústria e, na minha opinião, a Fórmula 1 tem um grande papel a desempenhar e de liderança nesse sentido.”

"É claro que essas coisas terão um impacto, não apenas no esporte e não apenas no mercado automotivo, mas francamente em uma escala muito grande."

A F1 já desenvolveu um biocombustível de segunda geração, que foi enviado aos atuais fabricantes para testes para verificar se é adequado para futuros motores.

O presidente da FIA, Jean Todt, acredita que é essencial que o corpo diretivo do automobilismo faça todo o possível para garantir que a F1 permaneça sustentável em meio a uma crescente consciência sobre as preocupações ambientais.

“Você pega todos os estados membros, eles estão falando sobre mudanças climáticas, sobre meio ambiente, e nós, como reguladores e legisladores do automobilismo em todo o mundo, e também como a maior organização de usuários de estradas do mundo, é absolutamente essencial que falemos sobre sustentabilidade, sobre meio ambiente, sobre poluição”, disse.

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Lucas di Grassi EXPLICA por que Hamilton é tão GENIAL e vê britânico como o melhor da F1 moderna

Your browser does not support the audio element.