Renato reconhece queda de rendimento e afirma que Grêmio fechou com Diego Churín

Futebol Latino
·1 minuto de leitura


A necessidade de peças improvisadas, a expulsão do zagueiro Kannemann e a igualdade apenas no último lance do jogo contra o América de Cali tornaram como quase que improvável a possibilidade do técnico Renato Portaluppi manter o habitual clima de otimismo nas entrevistas coletivas mesmo em atuações abaixo da crítica do Grêmio.

Dessa vez, o treinador adotou uma postura realista. Mesmo fazendo as devidas ressalvas de problemas que tem encontrado para escalar o que tem de ideal e alertando para a classificação na liderança do grupo, Renato não deixou de mencionar que o desempenho está aquém do que ele deseja além de assumir responsabilidade pela situação:

- Não estivemos bem. Mas é difícil, quatro ou cinco jogadores diferentes toda hora. Entrosamento não é o mesmo. Sabemos que precisamos melhorar. A responsabilidade é toda minha. Não adianta jogar bem todas partidas e ficar em segundo ou não classificar. Não foi o Grêmio, mas conseguimos o objetivo.

Além disso, o técnico do Tricolor deixou escapar que o clube já está devidamente acertado com o centroavante Diego Churín, do Cerro Porteño, ao falar sobre o atleta já o considerando como peça válida a ser utilizada por ele na sequência da temporada. Antecipando, também, que existe uma procura para o Grêmio fortalecer o sistema de criação com um meia:

- A gente trouxe o Churín, um jogador que vai nos ajudar bastante. Como aconteceu com o centroavante, o Churín, quem sabe a gente encontre esse meia. Basicamente, encontramos. Resta saber se acertará financeiramente.