Renato Maurício Prado, sobre situação do Vasco: 'Nem o Guardiola daria jeito'

·2 minuto de leitura


Vivendo uma fase nebulosa na Série B do Brasileirão, o Vasco anunciou a chegada de Fernando Diniz após o pedido de demissão de Lisca. O novo comandante tem a tarefa difícil de postular o clube do Rio entre os quatro primeiros da competição. São três derrotas nos últimos cinco jogos. Sobre a chegada de Diniz, Renato Maurício Prado, no 'Uol', destacou que o problema do Vasco vai muito além da mudança no comando técnico.

- O Vasco mandou embora o Marcelo Cabo, que foi um técnico trazido justamente por causa de seu histórico de sucesso na Série B e o Marcelo Cabo saiu, foi para o Goiás, o Goiás já está lá em cima e o Vasco continua no meio da tabela. O Lisca não foi campeão pelo América-MG, mas também tinha feito um belo trabalho, chega lá e também não dá certo. Então será que o problema é o técnico ou será que o problema é o clube? Será que os salários estão em dia? Será que as condições de trabalho são as ideais? Isso é o que eu me pergunto, eu vejo o Vasco muito perdido - começou o comentarista.

+ Veja a posição do seu time na Série B do Brasileirão!

Renato Maurício Prado ainda questiona o acerto com Fernando Diniz.

- Gente, o Fernando Diniz é a antítese do que o Vasco precisa neste momento. Imagina, vai chegar lá, vai querer implantar aqueles métodos todos dele novos que levam tempo para ajeitar. Eu sinceramente acho que nem o Guardiola chegaria no Vasco atualmente e daria jeito, acho que o problema do Vasco é muito maior, é muito mais amplo, é um problema de estrutura, de clube, um clube que ainda está completamente perdido, destruído que foi durante anos pelas administrações lamentáveis do bravo e nada saudoso Eurico Miranda - completou.

Por fim, lamenta a sequencial mudança de treinadores no Vasco e nos clubes do Rio de Janeiro. O cruzmaltino foi o time que mais trocou de comando no século.

- Esse quadro já mostra o motivo um pouco da decadência do futebol carioca, os quatro primeiros clubes que mais trocaram de técnico são os quatro grandes do Rio, então se entende um pouco isso. O Flamengo também não fica muito atrás, está lá em segundo lugar com 46, o Vasco com 47 e o Flamengo com 46. A diferença é que o Flamengo hoje em dia tem um clube mais estruturado - concluiu.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos