Renato Gaúcho minimiza ida à praia sem máscara: 'Se tiver que fazer de novo, eu vou fazer mesmo'

Após ser flagrado curtindo uma praia no Rio de Janeiro sem o uso de máscara, Renato Gaúcho se defendeu do ocorrido. O treinador do Grêmio minimizou o acontecimento e explicou o motivo da rápida "escapadinha".

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

- A pessoa pública está sujeita a isso (ser fotografado). Não devo nada a ninguém, não fiz nada errado. Fui a praia, estava há três meses em casa. Shopping pode, restaurante pode. Dar um mergulho na praia não pode? Mesmo com o Rio liberando o banho de mar? Ah, por favor. O mundo é grupo de risco, não sou só eu. Os cuidados eu tomo, tomo sempre. Estava afastado das outras pessoas ali. Desci do meu prédio, moro a 50 metros da praia, e não estava de máscara porque entrei na água - afirmou ao "UOL".

Leia também:

Irritado com a repercussão, Renato ainda afirmou que, se tiver que voltar a praia sem máscara, ele irá fazer.

- Ali não é proibido, fiquei menos de uma hora na praia. É muita tempestade em copo d'água. Eu vou à praia e não devo nada a ninguém. Se tiver que fazer de novo, eu vou fazer mesmo. A praia está liberada - concluiu.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também