Renato Gaúcho lamenta morte de atacante uruguaio Morro García

Futebol Latino
·1 minuto de leitura


Na manhã deste sábado, o atacante uruguaio Morro García foi encontrado morto, em sua casa, na cidade de Mendoza, na Argentina. A polícia local trata a questão como suicídio, mas ainda não há nada confirmado.

Em conversa com o UOL Esporte, Renato Gaúcho, que trabalhou com o atacante nos tempos em que treinava o Athletico-PR, afirmou que estava “surpreso e triste” com a notícia e lamentou demais o ocorrido: “é ainda mais triste por ter sido da maneira que foi”.

Vae destacar que ainda não existe a confirmação de que o caso foi suicídio. Porém, segundo informações da imprensa Argentina, Morro García vinha fazendo tratamento psiquiátrico e estava com depressão.

O atual treinador do Grêmio relembrou o curto período em trabalhou com o Morro García: “Muito fácil trabalhar com ele. [...] Sempre foi um menino muito bom, trabalhador, tinha talento. Nosso relacionamento era dentro de campo e nos treinamentos. Sempre foi muito dedicado”.

Morro García teve passagem muito apagada pelo time do Athletico-PR. Em um ano de clube, ele marcou apenas dois gols e participou de 16 jogos. Ele também jogou por Nacional-URU, River Plate-URU e Kasimpasa, da Turquia. No memento, ele atuava pelo Godoy Cruz, da Argentina, mas estava afastado por conta de problemas psiquiátricos e depressão.