Renato Gaúcho deixa o Flamengo com 40 minutos do 'time de 200 milhões' em campo e aproveitamento inferior apenas a Jorge Jesus

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Renato Gaúcho encerrou passagem de quase quatro meses pelo Flamengo com 72% de aproveitamento. O técnico comandou a equipe em 37 jogos, acumulando 24 vitórias, 5 derrotas e 8 empates. O desempenho só não foi melhor do que o de Jorge Jesus, que em 2019 terminou a temporada com 81% de aproveitamento.

Desde o dia 10 de julho, quando comandou a equipe pela primeira vez, Renato Gaúcho teve o time ideal do Flamengo todo em campo por apenas 40 minutos. Antes da final da Libertadores, havia escalado força máxima por oito minutos. E contra o Palmeiras, teve ela à disposição até Filipe Luís deixar o campo com lesão na panturrilha.

A justificativa dada por Renato para a falta de títulos foi na direção dos poucos treinos e dos poucos jogos com o chamado elenco de 200 milhões de reais que ele mesmo cobrava quando treinava o Grêmio. Na ocasião, disse que se estivesse no Flamengo com o time de 2019, poderia ser cobrado por resultados e para jogar bonito.

Internamente, Renato enfrentou desde o começo problemas de lesão, reclamou muito do excesso de jogos, que não permitiu brecha para o trabalho, mas nos poucos treinamentos também não conseguiu apresentar soluções diferentes. Havia expectativa do técnico por mudanças no departamento médico para que a renovação fosse discutida.

Mas nem houve tempo para que o tema fosse à pauta do clube. Com enorme rejeição em função não tanto dos resultados, mas pelo que a equipe jogou este ano, Renato pagou o pato sozinho pela queda de rendimento de uma equipe que viveu altos e baixos não apenas coletivamente, mas também de suas principais peças, como Gabigol e Éverton Ribeiro.

Jorge Jesus no Flamengo:

58 jogos

44 vitórias

10 empates

4 derrotas

132 gols marcados

48 gols sofridos

81,6% de aproveitamento

5 títulos:

Libertadores (2019)

Brasileiro (2019)

Supercopa do Brasil (2020)

Recopa Sul-Americana (2020)

Estadual (2020)

Dome no Flamengo

26 jogos

15 vitórias

5 empates

6 derrotas

46 gols marcados

38 gols sofridos

64,1% de aproveitamento

Sem títulos

Ceni no Flamengo

45 jogos

23 vitórias

11 empates

11 derrotas

86 gols marcados

55 gols sofridos

59,3% de aproveitamento

Títulos:

Brasileiro 2020Supercopa do Bra sil 2021Estadual 2021

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos