Renato faz ressalvas, mas valoriza vitória do Grêmio: “time grande”

Renato Portaluppi evitou muita euforia por causa da boa estreia do Grêmio na Copa Libertadores da América, mas não deixou de ser valorizar o feito de seus comandados nesta quinta-feira, depois de uma vitória em cima do Zamora, atual campeão venezuelano, fora de casa. O treinador minimizou o fato da equipe ter perdido cinco jogadores para o confronto.

“O Grêmio joga para buscar a vitória. Viemos do Gre-Nal com um problema de alguns jogadores que não puderam viajar com a gente. Sempre falo que confio no meu grupo. São coisas que acontecem, de lesões. Mais uma vez eles provaram que temos grupo e podem dar conta do recado. Sair com uma vitória fora de casa, com dois gols, é muito importante. A equipe soube se portar como time grande”, comentou Renato Gaúcho.

Apesar do amplo domínio do Tricolor Gaúcho durante toda a partida, o Zamora teve algumas boas chances e marcar, uma delas pouco antes de Léo Moura abrir o placar. O lance serviu para Renato lembrar a virada sofrida diante do Internacional no último fim de semana, quando o Grêmio acabou arrancando apenas um empate no fim diante de seus torcedores.

“Tivemos bons e maus momentos, a viagem foi longa, tudo é difícil, mas a direção conseguiu fretar um voo para a gente e facilitar as coisas. O mais importante é voltar da estreia da Libertadores com vitória fora de casa. Mais gostei do que desgostei, vacilamos em alguns momentos. Nos cochilos que tivemos, o adversário se aproveitou. Aconteceu no Gre-Nal também. Foi um descuido nosso. Se saíssemos atrás no placar, ficaria muito mais difícil”, avaliou o comandante.