Renato defende Grêmio e culpa arbitragem por derrota no Chile

Mesmo com o Grêmio não apresentando bom futebol nesta quarta-feira, o técnico Renato Portaluppi, durante a entrevista coletiva, ignorou os erros cometidos pelo Tricolor Gaúcho em campo e apontou os erros da arbitragem como culpados pela derrota por 2 a 1 para os chilenos do Deportes Iquique.

Para o treinador, o time não foi mal na partida. “Libertadores é sempre jogo muito difícil, principalmente fora de casa. A minha equipe não esteve numa grande noite, mas foi bem”, garantiu.

“Hoje, o Grêmio não conseguiu a classificação por causa do juiz. Então, não vou falar da minha equipe. Hoje, vou falar da arbitragem. É inadmissível na Libertadores termos árbitros como estes. E vocês me conhecem muito bem, eu não falo de arbitragem, mas hoje foi diferente”, ressaltou Renato.

Questionado sobre erros de estratégia ou mau desempenho de atletas, o técnico voltava a repetir. “Hoje, nós temos que falar mais da arbitragem do que o que aconteceu dentro do campo”, avaliava. “Eu não estou dando desculpa porque o Grêmio perdeu, mas foram dois erros fatais da arbitragem, um pênalti que não houve e numa falta que não existiu”, comentou.

Com a derrota, o Grêmio continua na liderança do grupo 8 com 10 pontos, mas deu sobrevida ao time chileno na chave. No momento, o Iquique é segundo colocado com nove. Na quinta-feira, o Guaraní-PAR enfrenta o Zamora-VEN e pode atingir os mesmos 10 pontos gremistas.

Contudo, Renato Portaluppi não está preocupado com uma possível zebra. “Quanto à classificação, eu estou tranquilo. Dependendo do resultado de amanhã, a gente pode se classificar”, afirmou o treinador gremista.

O Grêmio retorna do Chile amanhã e, na sexta-feira pela manhã, o elenco se reapresenta no CT Luiz Carvalho. Fora da final do Campeonato Gaúcho, o Tricolor não entra em campo no fim de semana, voltando a atuar no dia 14, estreando no Brasileiro, contra o Fluminense.