Renato comemora classificação do Flamengo para a final e exalta grupo: 'Está acostumado a decisões'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·4 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


O técnico Renato Gaúcho aprovou a atuação do Flamengo, que classificou para a final da Libertadores nesta quarta-feira, após a vitória por 2 a 0 sobre o Barcelona-EQU, no estádio Monumental. O treinador destacou que o time mostrou a força que possui e afirmou que o Rubro-Negro esteve bem dentro de campo em "todos os sentidos". Renato ainda revelou que a torcida do time equatoriano aplaudiu os jogadores do Fla ao término do confronto.

> ATUAÇÕES: Bruno Henrique e Everton Ribeiro se destacam na vitória do Fla

- Eu procuro trabalhar diariamente para preparar o meu grupo para todos os jogos, para todas as competições. Hoje, o Flamengo provou mais uma vez a todos a força dele, enfrentamos um adversário que ainda não tinha perdido em casa nessa Libertadores. Enfrentamos um adversário difícil de ser batido, que nos deu muito trabalho tanto no Maracanã quanto aqui. Mas a minha equipe esteve muito bem em todos os sentidos: taticamente, fisicamente, tecnicamente, concentrados, focados pelo nosso objetivo que era conseguir a classificação.

- Acho que o maior reconhecimento de tudo isso, de que a equipe esteve muito bem - foi que o estádio todo aplaudiu a equipe do Flamengo na saída do jogo. Conseguimos nosso objetivo que era chegarmos à final. Temos um grande adversário pela frente também que é o Palmeiras. Mas acho que hoje é dia da gente comemorar, a torcida do Flamengo comemorar, nosso grupo comemorar, porque o Flamengo está lá em mais uma final de Libertadores.

> Tudo definido! Veja a tabela e simule quem será o campeão da Libertadores!

Com a vitória, inclusive, Renato alcançou a 50ª vitória na Libertadores e, agora, é, de forma isolada, o técnico com mais vitórias na competição continental. Fora isso, ele já conquistou a Libertadores tanto como treinador quanto como jogador. Apesar da bagagem, ele garante que não vê vantagem no confronto contra o Palmeiras de Abel Ferreira.

- Fico muito feliz em estar em mais uma final de Libertadores. Não é nada fácil, é uma competição que todo mundo quer. Não levo vantagem nenhuma sobre o Abel e tem demonstrado isso com o Palmeiras, está mais uma vez na decisão. Tenho certeza que vai ser um duelo muito bom dentro das quatro linhas.

Veja mais declarações de Renato Gaúcho

HISTÓRICO DO PALMEIRAS CONTRA O FLA


- É o que eu falei. O objetivo maior era a gente conseguir a classificação. A gente conseguiu, a gente sabe do poder e da força que tem o adversário que é o Palmeiras, mas é muito cedo para se falar nessa final. Temos quase dois meses pela frente, vamos comemorar hoje e, já na sexta-feira, voltamos a pensar no Campeonato Brasileiro. Lá na frente a gente vê, acho que o importante é darmos sequência ao nosso trabalho. Meu grupo é muito bom, está acostumado com decisões, meu grupo já foi várias vezes campeão e temos uma grande torcida.

- Então, temos todos esses ingredientes para poder enfrentar o Palmeiras, fazer uma grande final. Qualquer um pode vencer, são duas grandes equipes. Mas é o que eu falei, lá na frente a gente começa a pensar no Palmeiras, hoje é comemorar bastante essa classificação.

TRÊS FINAIS NA LIBERTA POR TRÊS TIMES DIFERENTES

- Não é qualquer treinador que chega à três decisões por três clubes diferentes numa Libertadores. Acho que isso tudo é fruto do trabalho do treinador com seus grupos. Hoje, me sinto muito feliz aqui no Flamengo, me sinto lisonjeado por estar à frente de um grupo vencedor como esse, um grupo trabalhador.

O QUE PRECISA MELHORAR?

- É o que eu falei, hoje acho que era a gente conseguir o nosso objetivo para a final. A minha equipe se comportou muito bem, a minha equipe ficou focada o tempo todo, esteve muito bem na parte tática, na parte física, na parte técnica. Fiquei muito feliz e já lhes dei os parabéns. Como já falei, o maior reconhecimento disso foi a torcida adversária aplaudir a equipe do Flamengo. Mereceram esses aplausos por tudo que fizeram nesses 90 minutos.

FLAMENGO SABE JOGAR A LIBERTADORES?

- O Flamengo não precisa provar nada para ninguém, o Flamengo não precisa provar nada para ninguém. O Flamengo precisa continuar trabalhando, dando alegrias para sua torcida. É a segunda final de Libertadores nos últimos três anos, 17 jogos invictos. Quando o Flamengo souber jogar a Libertadores então, imagina.

PARTE TÁTICA

- O importante é treinar a minha equipe do jeito que eu gosto, sempre uma equipe ofensiva. Temos três maneiras de jogar: marcação alta, marcação média e marcação baixa. Dependendo das circunstâncias da partida, dependendo do que o adversário quer, dependendo do que o Flamengo precisa também.

- Falar de parte tática eu tenho que falar com meu grupo. Vejo pouquíssimos treinadores tanto no Brasil e principalmente na Europa falar de parte tática. Parte tática é para os comentaristas, é para quem trabalha na imprensa, para eles comentarem a parte tática de um treinador, de uma equipe. De parte tática, eu tenho que falar com o meu grupo, mostrar para eles do jeito que eu gosto que o Flamengo jogue e eles já assimilaram a nossa maneira de trabalhar. Se eu começar a falar da parte tática em público, vou estar fazendo o trabalho do jornalista. O jornalista é pago para criticar ou para comentar, eu sou pago para treinar minha equipe e para que eles apresentem seu melhor dentro do campo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos