Renato classifica Brasileirão como 'bagunçadinho' e fala sobre Data Fifa: 'Único prejudicado é o Flamengo'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·4 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Após o empate do Flamengo com o Red Bull Bragantino por 1 a 1, no estádio Nabi Abi Chedid, nesta quarta-feira, em partida válida pela 24ª rodada do Brasileirão, o técnico Renato Gaúcho não poupou críticas à Data FIFA. Vale lembrar que, para o confronto desta noite, o treinador não pode contar com oito jogadores, sendo quatro deles por convocações para as Seleções. 

Nesse sentido, Renato Gaúcho admitiu que faltou entrosamento para o time do Flamengo que foi composto por alguns reservas e, em uma longa explicação, destacou que o único prejudicado pelo não adiamento das partidas durante a data FIFA é o Rubro-Negro. De acordo com Renato, isso acontece porque o clube da Gávea teve quatro convocados, enquanto os demais tiveram um.

Leia também:

- É um problema que a gente vem comentando nos últimos dias. É lógico que a gente tem um grupo bom, justamente montamos esse grupo para disputar as três competições. O que a gente peca bastante nesses jogos é a falta de entrosamento. Então, vejo muita gente comentando que o Atlético-MG, Internacional, o próprio Palmeiras foram prejudicados também... A pergunta que eu faço para essas pessoas é: prejudicados no que em relação ao Flamengo? Se o Flamengo tem um jogador convocado, tudo bem, mas o Flamengo tem quatro. Então, não venha me falar que Internacional, Atlético e Palmeiras também estão sofrendo. Estão sofrendo por causa de um jogador, o Flamengo está sofrendo por causa de quatro jogadores.

- Então, não estou aqui para ir contra uma CBF, para ir a favor do Flamengo, até porque a favor do Flamengo eu vou sempre. Agora, são as Datas FIFA. Tem gente lá na CBF que tá falando e não está cumprindo. E quem é o prejudicado é o Flamengo por ter quatro jogadores na Seleção. Da próxima vez convoque apenas um jogador, aí fica igual para todo mundo. Hoje, a gente viu um Bragantino valente, o Flamengo também foi valente. Foi um jogo pegado, difícil, falta de entrosamento, de um jogador da posição, é lógico que nós queríamos a vitória, mas é sempre difícil jogar aqui.

- Agora, falar que as duas equipes também foram prejudicadas, aí é demais. Da próxima vez convoque quatro do Flamengo, quatro do Palmeiras, quatro do Atlético e quatro do internacional. Os únicos beneficiados nessa história toda são os beneficiados do Flamengo e quem tá brigando pelo título que tem apenas um jogador. 

- É muito simples, para quem enxerga e entende futebol, o discurso é esse: o único prejudicado na história, e não é porque sou treinador do Flamengo, é o Flamengo, que está com quatro jogadores (nas Seleções). Eu, se estivesse no lugar do Atlético, também gostaria de disputar o campeonato, sabendo que o clube que está brigando pelo título tem quatro jogadores na Seleção. 

Ainda com muito desfalques e com a necessidade de vencer para colar na liderança, o Flamengo volta a campo no próximo sábado, às 19h, contra o Fortaleza, no Castelão. A partida é válida pela 25ª rodada do Brasileirão e terá transmissão em tempo real do LANCE!.

Veja outros trechos da coletiva de Renato Gaúcho:

TIME ALTERNATIVO NÃO CONSEGUE VINGAR


- A gente não tem tempo nem para descansar, nem para dormir direito, a gente vive dentro de hotel e avião. A gente não tem uma pré-temporada, agora seria o prazo, com os jogos da Seleção nós teríamos um tempo para que a gente treinasse um pouco mais, mas o campeonato não parou. Tem equipes que jogam uma vez por semana, tem equipes que jogam duas vezes por semana, o Flamengo joga três vezes por semana, o Flamengo não para, o Flamengo tem três competições. Tem tempo para que? Os jogadores mal tem tempo para ver suas famílias.

- Então, infelizmente isso é Brasil, isso é campeonato brasileiro. Aí, depois, tenho que escutar as pessoas falando que o Flamengo não se interessa em ganhar o Campeonato Brasileiro. O Campeonato Brasileiro, cá para nós, está bem bagunçadinho. Mas, mesmo assim, a gente acredita ainda, vamos continuar lutando e brigando, porque a gente quer ganhar também, mas dessa forma fica um pouco difícil.

DIFICULDADE NA CRIAÇÃO

- É um problema que a gente vai ter. Nós temos alguns jogadores que estão convocados, alguns jogadores entregues ao departamento médico. Então, muitas vezes, você precisa improvisar, coisa que eu não gosto. É lógico que esse jogador não vai render o que ele sabe numa posição que não seja a dele, mas, mesmo assim, a gente enfrentou uma grande equipe, é difícil jogar contra o Bragantino seja aqui, seja fora. A equipe lutou, brigou. Infelizmente, o Artur acertou aquele chute de fora da área, indefensável até por que a equipe, até aquele momento, estava bem.

ESTRATÉGIA

- Costumo treinar minhas equipes sempre em busca da vitória, independente de quem seja o adversário, a gente respeita, mas tenho na minha cabeça desde a época que eu era jogador que, no momento que você joga para ganhar, está muito mais próximo da vitória do que da derrota. Agora, não estou reclamando das ausências, o que eu estou reclamando é a falta de entrosamento e, muitas vezes, a falta de um jogador da posição. É um jogo (contra o Bragantino) sempre muito difícil, mas o adversário também quer vencer. Tecnicamente, por parte do Flamengo não foi um jogo bonito, mas, em compensação, não faltou luta, não faltou vontade por parte do meu time.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos