Renato Augusto vê Corinthians um passo a frente do que esperava no início da temporada


Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Um dos líderes do Corinthians, o meio-campista Renato Augusto vê o elenco um passo à frente do que ele imaginava para o início da temporada. Nesta terça-feira (24), o Timão chegou à sua segunda vitória em 2023 ao bater o Guarani, de virada, por 2 a 1, na Neo Química Arena, pelo Paulistão. O camisa 8 foi o responsável pela assistência do primeiro gol, marcado pelo atacante Róger Guedes.

- Estamos nos adaptando e adaptando bem, acho que está melhor do que poderia estar, é muito rápido, tivemos um mês de pré-temporada, mas um mês não é nada. Pré-temporada em qualquer lugar do mundo são dois meses e ainda você não está pronto.É difícil, você começar o campeonato com o Bragantino fora, depois você já tem clássico agora, então você tem muito pouco tempo e tem que usar o jogo para adaptar a equipe. Acho até que a gente tá um passo à frente - disse o jogador, se referindo à derrota para o Massa Bruta há duas semanas, na estreia da temporada, e o próximo compromisso, contra o Tricolor, neste domingo (29).

+ Ataque do Corinthians vai bem, e Róger Guedes se destaca em virada contra o Guarani

O início do ano para o Timão também significa o começo do trabalho de Fernando Lázaro como técnico do clube. Então auxiliar e membro da análise de desempenho, o agora comandante tem apenas quatro partidas à frente do Coringão como efetivo no cargo. E nesse começo de trabalho, ele tem adotado um esquema tático diferente do seu antecessor, o português Vítor Pereira, hoje no Flamengo.

Se com Vítor o Coringão jogava geralmente com dois volantes, um armador e três homens na frente (dois pelas pontas e um centroavante), com Lázaro a formação é com dois atacantes, enquanto o meio-campo ataca em losango, tendo o volante jogando na primeira posição central, dois meias abertos e um homem responsável pela armação, que flutua pelos lados. Para Renato, o sistema atual é mais confortável.

Renato Augusto e Fernando Lázaro
Renato Augusto e Fernando Lázaro

Renato e Lázaro conversam durante a vitória do Timão sobre o Bugre (Foto: Rodrigo Coca/Ag.Corinthians)

- É uma forma diferente do que eu vinha atuando ano passado, uma forma que eu gosto mais, me sinto mais a vontade, toco mais na bola, jogo fica mais próximo a mim. Você tem a possibilidade de acelerar o jogo em alguns momentos e em outros até retardar. Ano passado a gente jogava por uma bola, então eu buscava sempre estar próximo do Yuri para, de repente, decidir o jogo. São formas diferentes de jogar, eu estou tentando me adaptar ao sistema novo - destacou Renato.

De toda forma. Renato Augusto tem como objetivo principal potencializar os atletas que jogam com ele, principalmente os mais jovens. Com 34 anos, o camisa 8 é um dos mais experientes entre os jogadores do plantel corintiano.


+ Confira a tabela do Paulistão e simule os próximos jogos

- Eu tô me sentindo muito bem, mas procuro sempre pensar jogo a jogo. Fazer um bom jogo, depois ver como eu vou estar no próximo jogo. E eu procuro sempre potencializar quem está próximo. A gente tem jogadores jovens com muito potencial, Yuri vivendo um grande momento, Róger (Guedes) voltando a fazer gols. Então, potencializar esses jogadores é uma função minha, para que eles sejam protagonistas, enquanto eu estiver em campo puder ajudar eles. Se em algum momento a comissão achar que eu deva segurar um pouco, segurar e, de repente, entrar no segundo tempo. Estou me preparando para estar o máximo possível dentro de campo para auxiliá-los - pontuou o ídolo corintiano, que completou 200 jogos no último fim de semana, contra a Inter de Limeira, e foi homenageado antes do duelo contra o Guarani.

Fora da estreia do Paulistão, há duas semanas, contra o Red Bull Bragantino, por conta de um cronograma físico, Renato explicou que houve uma cautela por conta do início da temporada.

- Esse início é sempre delicado. Você não está em cruzeiro, o avião está subindo, assim que ele entra em cruzeiro e você acostuma e aí as coisas vão acontecendo naturalmente. Nesse início, a gente procurou ter um pouco mais de cautela para estar bem e cada vez que entrar no campo poder fazer com que o time possa jogar, os jogadores possam ajudar em alto nível e ajudar o time - trouxe o meio-campista.

Renato Augusto está na sua segunda passagem pelo Corinthians. Entre 2013 e 2015, o meia conquistou um Paulistão (2013), uma Recopa Sul-Americana (2013) e um Brasileirão (2015), sendo protagonista nos dois últimos títulos. De volta desde o segundo semestre de 2021, o camisa 8 está em busca a gritar 'é campeão' novamente pelo Time do Povo. O contrato dele tem validar até dezembro deste ano.