Renato Augusto admite queda do Corinthians após final, mas valoriza vaga direta na Libertadores


Após perder os últimos dois jogos do Corinthians por um desconforto muscular, Renato Augusto voltou a atuar pela equipe alvinegra na vitória por 2 a 1 sobre o Flamengo, no Maracanã, pela 35ª rodada do Brasileirão. O camisa 8, que entrou no segundo tempo da partida, reconheceu a queda de rendimento após o vice da Copa do Brasil.

+ Fagner passou Rivellino! Veja os 10 jogadores com mais partidas pelo Corinthians

- Olha, eu confesso que eu acho que baixei muito pós Copa do Brasil. Era a nossa grande chance de título no ano e realmente ali acho que o grupo de uma forma geral acabou baixando um pouco. Mas o futebol não te dá tempo para ficar lamentando, você não consegue curtir a vitória e nem lamentar a derrota, pois você já tem jogo daqui a dois dias de novo. Então, foi difícil por todas as circunstâncias que eu falei… ter a taça na mão e ela sair pelos dedos - disse o meia na zona mista.

+ Veja tabela e simule a reta final do Campeonato Brasileiro

Apesar do baque, Renato valorizou a conquista da vaga direta à fase de grupos da Libertadores, e fez um balanço da temporada do Timão.

- Era o nosso objetivo pós Copa do Brasil, a vaga direta. Acho que hoje matematicamente classificado… foi um ano de altos e baixos, então a gente teve dificuldade em alguns momentos mas conseguimos recuperar. A perda da Copa do Brasil realmente doeu um pouco, principalmente pelo jogo que a gente fez, o título estava na nossa mão. Mas terminamos o ano de um forma boa, classificados. Agora restam três e depois planejar o próximo ano - ponderou.

Roni e Renato Augusto - Flamengo x Corinthians
Roni e Renato Augusto - Flamengo x Corinthians

Roni e Renato agradecendo o apoio da Fiel no Maracanã (Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians)

PERMANÊNCIA DE VÍTOR PEREIRA

Com a vaga na fase de grupos da Libertadores garantida, a única pendência no Corinthians nesta reta final envolve o futuro de Vítor Pereira. Na coletiva, o auxiliar Filipe Almeida despistou sobre a permanência de VP, e Renato Augusto enfatizou que o elenco não pode pensar se ele irá ou não ficar, e sim buscar subir na tabela do Brasileirão.

- Planejamento é muito de acordo com o presidente, diretoria. A gente ainda está terminando a temporada, ainda com três jogos a fazer, então nosso pensamento não pode ser pensar se ele fica ou não. Temos que terminar de forma digna, buscar o segundo lugar e aí sim a diretoria com ele sentar e ver o que é melhor para o clube - afirmou o camisa 8 do Timão.

SELEÇÃO BRASILEIRA

A lista com os 26 nomes que irão representar o Brasil na Copa do Mundo será divulgada na segunda-feira (7), às 13h, pelo técnico Tite. Renato Augusto falou que caso não esteja na lista final, ficará na torcida pelo Hexa.

- Eu realmente não sei. Não tive nenhuma conversa para saber se eu estou nessa lista ou não. Eu posso falar que eu estou me sentindo bem, fazendo jogos em alto nível e se eu tiver a oportunidade eu vou estar pronto. E se eu não estiver, vou estar que nem você aqui, torcendo para a Seleção ganhar o título - comentou.

O meia falou sobre o bom relacionamento com o técnico Tite e reforçou estar preparado para disputar a Copa no Qatar.

- A gente teve bons anos juntos e títulos importantes. Ele me conhece bastante, sabe o que eu posso entregar dentro do campo. Depende dele, se tiver que ser, vai ser. Não quero criar nenhuma expectativa muito grande e se eu tiver a oportunidade, vou estar preparado - concluiu o camisa 8 corintiano.

Agora, o Corinthians tem pela frente o Ceará, neste sábado (5), às 20h30, na Neo Química Arena, pela antepenúltima rodada do Brasileirão.