Renan pede sequência em decisões e diz que time ainda treina bola parada

Titular nos últimos três jogos do São Paulo, Renan Ribeiro ganhou a confiança do técnico Rogério Ceni e, junto com ela, o carinho da torcida. Após realizar grandes defesas e dar segurança ao time do Morumbi, o goleiro pede para que a sequência de oportunidades seja mantida nos próximos jogos, que serão decisivos para as pretensões do Tricolor na temporada.

A primeira decisão do São Paulo já tem data marcada: o próximo domingo, em 2 de abril, pelo jogo de ida das quartas de final do Campeonato Paulista, contra o Linense. Três dias depois, o Tricolor visitará o Defensa y Justicia-ARG, pela primeira fase da Copa Sul-Americana.

Em 9 de abril, os comandados de Ceni fazem o jogo de volta diante do Linense para, em seguida, duelar com o Cruzeiro, pela quarta fase da Copa do Brasil, nos dias 13 e 19. Antes de tudo, porém, há o confronto com o São Bernardo, nesta quarta-feira, quando Renan poderá atingir o quarto jogo seguido na condição de titular.

“Todo jogador sonha em ter uma oportunidade num time grande e comigo não é diferente. Agora é torcer para ter essa oportunidade nessas fases tão importantes, os campeonatos vão afunilando, então é continuar trabalhando, continuar tendo atenção e toda vez que for acionado conseguir fazer o melhor dentro de campo para sair com os três pontos e ajudar o São Paulo”, projetou o camisa 22, em entrevista ao canal Espn Brasil.

Renan Ribeiro foi testado num momento em que os outros dois goleiros não viviam boa fase. Além de ter falhado em alguns gols, Sidão sofreu uma lombalgia da qual ainda se recupera. Já Denis, que nunca foi unanimidade entre os torcedores, ouviu novas críticas após ser encoberto por Dudu na derrota por 3 a 0 para o Palmeiras.

Para piorar, ainda assumiu a meta de um time vulnerável defensivamente, tendo uma das zagas mais vazadas no Estadual – no momento é a segunda, com 20 gols sofridos. “Não escolhemos o momento. Nosso time é muito bom, fizemos uma boa pré-temporada, a equipe vem crescendo, vem se ajustando cada vez mais para chegar nessas fases tão importantes. Estamos falando para aumentar mais a atenção para quando chegar nessas fases decisivas o time ir forte e preparado”, analisou.

Desde que assumiu a meta tricolor, Renan só lidou com um resultado: o empate por 1 a 1, contra Ituano, Botafogo-SP e Corinthians. Nos três embates, ele realizou grandes defesas, mas não evitou que o time chegasse ao 13º jogo seguido sendo vazado. Para acabar com a má fase da zaga, o goleiro garante que o time segue treinando bola parada, algo que Rogério Ceni sinalizou que pararia numa tentativa de frear os erros defensivos. 

“Temos que trabalhar cada vez mais firmes para quando chegar no jogo a gente estar tranquilo e não cometer os erros. Estamos fazendo bastante bola parada, escolhendo o melhor posicionamento na forma em que nos sentimos mais confortáveis para quando chegar no jogo a gente conseguir bons resultados”, contou.

Apesar do jejum de cinco partidas sem vitórias do São Paulo, Renan Ribeiro nota evolução na equipe comandada por Rogério Ceni. “Nosso time vem numa crescente muito boa. A tendência é reduzir os gols ainda mais. Reduzimos 50% dos gols que vínhamos tomando. Vamos forte no mata-mata, estamos no caminho certo”, concluiu.