Renan Dal Zotto nega revanchismo contra Argentina e visualiza Mundial: ‘Não há favorito’

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Renan durante jogo do Brasil nas Olimpíadas de Tóquio (Foto: Toru Hanai/Getty Images)
Renan durante jogo do Brasil nas Olimpíadas de Tóquio (Foto: Toru Hanai/Getty Images)

Guilherme Faber (@fabergui) e Matheus Brum (@matheustbum)

O técnico da Seleção Brasileira de Vôlei Masculino, Renan Dal Zotto, iniciou o processo de renovação do seu elenco após quarto lugar nas Olimpíadas de Tóquio e faturou recentemente o 33º título Sul-Americano ao bater a Argentina por 3 sets a 1 (25x17, 24x26, 25x18 e 25x18).

Passada a derrota para Argentina na decisão do bronze nas Olimpíadas de Tóquio, Dal Zotto nega que o recente título foi um “troco” e analisa o saldo positivo da conquista.

Leia também:

“Não há sentimento de revanche. Cada campeonato representa algo diferente para mim e para o grupo. O que aconteceu em Tóquio não muda depois desse título no Sul-Americano. Cada jogo, cada competição tem sua importância e traz um aprendizado diferente”, alegou Renan em entrevista exclusiva para o Yahoo Esportes.

A campanha na capital federal foi realizada de maneira invicta. Além dos argentinos, os brasileiros também superaram Peru, Colômbia e Chile. O troféu manteve o desempenho da Seleção Brasileira em nível sul-americano, que só não foi erguido em 1964, época que se ausentou e houve a conquista da Argentina.

Outro significado do título é a necessidade de análise. No torneio continental, Renan apresentou para o torcedor brasileiro novos nomes como Maique, Flávio, João Rafael, Vaccari, Adriano, Abouba e Cledenilson.

“Demos início a um novo ciclo olímpico agora no Campeonato Sul-Americano. Estamos com um grupo mais mesclado, garotos jovens e muito interessantes surgindo. Incluo aí entre eles o Adriano, o Vaccari, Víctor, Felipe Roque, Cledenilson, Maique, o próprio Flávio e todos estão correspondendo muito bem. Mas, hoje, não posso dizer que é um grupo fechado para o Mundial. Estamos sempre atentos e com vários atletas no radar”, acrescentou.

Inclusive, esse triunfo classificou o Brasil ao lado dos “Hermanos” para o Mundial de 2022, com sede na Rússia. Esta competição será disputada por 24 equipes. As cidades de Moscou, Krasnoyarsk, Ufa, Yekaterinburg, Novosibirsk e Kemerovo receberão as partidas e a tabela ainda será divulgada pela FIVB (Federação Internacional de Voleibol). A Seleção busca voltar a vencer o torneio, que não ocorre desde 2010 e acumulou vice-campeonato nas edições de 2014 e 2018.

Futuro

Com objetivo do tetracampeonato mundial, o treinador não visualiza nenhuma equipe favorita no Mundial e mantém a missão de manter o alto nível de competitividade de cada jogador.

“Não há mais um time favorito no cenário mundial do vôlei masculino. Brasil, Itália, Estados Unidos, Rússia, França, Polônia, Sérvia, qualquer um desses times pode ser campeão em qualquer competição que disputar. Nós temos a responsabilidade de manter um bom retrospecto na competição e vamos nos preparar ao máximo para isso. Mas, favorito, definitivamente, não há já há alguns anos”, analisou.

Match point

Presente na função de ponta com a “Geração de prata”, cuja campanha foi segundo lugar nas Olimpíadas de Los Angeles, em 1984, Renan Dal Zotto saiu vitorioso em outra batalha fora da quadra quando superou o vírus da Covid-19 e sentiu-se fortalecido por cada mensagem de apoio em seu período de recuperação.

“Tenho certeza que a corrente positiva que se formou em torno de mim desde o primeiro até o último dia em que estive no hospital foi absolutamente fundamental para que eu saísse daquela situação. Depois que tive alta, ainda fiquei impressionado com a quantidade de mensagens que recebi de pessoas que nem conheço. Isso fora a minha família e amigos, que foram incansáveis na torcida, na energia positiva e orações. A vida muda depois de uma experiência como essa, sem dúvida”, concluiu.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos