Remador do Botafogo é preso por suposta tentativa de assassinato

Renato Cataldo defendeu a Seleção Brasileira nos Jogos Pan-Americanos de 2019 (Reprodução/CBR)


O remador Renato Cataldo, do Botafogo, foi preso durante treino da equipe após uma acusação de tentativo de assassinato, que teria ocorrido em 2020. O atleta estava foragido depois de ter prisão preventiva decretada pela polícia. A informação é do jornalista Demétrio Vecchioli, do blog "Olhar Olímpico".

+ Quanto de premiação vale cada posição do Brasileirão 2022? Veja os valores que seu time vai levar

Ainda segundo a reportagem, o remador foi escalado pelo Botafogo em quatro etapas do Estadual e no Campeonato Brasileiro já sendo foragido da Justiça. Ele fez parte da equipe campeã estadual pelo alvinegro neste ano.

Na época do crime, Renato ainda era atleta do Flamengo. A tentativa de assassinato teria acontecido contra um segurança de uma boate, na Ilha do Governador, na Zona Norte do Rio de Janeiro, em março de 2020.

+ Ex-lutador de MMA teria almoçado com sogra após matar a esposa

Além de defender os dois grandes clubes de remo cariocas, Renato Cataldo disputou os Jogos Pan-Americanos de Lima, em 2019, com a Seleção Brasileira.

O LANCE! entrou em contato com o Botafogo, mas não obteve resposta até o momento de publicação da reportagem.