De saída: Relembre a trajetória de Evandro com a camisa do Santos

Fábio Lázaro*
LANCE!


Na noite da última terça-feira, o Santos anunciou que não ampliará o vínculo com o meia Evandro e, portanto, o jogador deixa o clube, pouco menos de um ano após chegar a Vila Belmiro.

Contratado no dia 1º de julho de 2019, vindo do Hull City (ING), o meia foi repatriado pelo Peixe após nove anos na Europa e passagens por Crvena Zvezda (SER), Estoril (POR) e Porto (POR), além do Hull.

No total, foram 23 jogos pelo Peixe, sendo 16 como titular e sete entrando no decorrer do jogo, totalizando 2480 minutos em campo. Participou os 90 minutos de uma partida com a camisa santista apenas em quatro ocasiões.

Foi relacionado, mas não entrou em campo em 12 oportunidades. Portanto, esteve em 35 compromissos com o Santos. O primeiro, no dia 13 de julho, quando o Alvinegro Praiano venceu o Bahia, em Salvador, por 1 a 0, em duelo válido pela 10ª rodada do Brasileirão. Na ocasião, Evandro ficou apenas entre os reservas, algo que se repetiu nos dois compromissos seguintes.






A primeira partida do camisa 25 pelo clube da Vila Belmiro foi na 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, jogo que o Santos goleou o Goiás por 6 a 1, no estádio Urbano Caldeira. Evandro entrou no lugar Felipe Jonatan aos 16 minutos da etapa final, atuando por 29 minutos.

A estreia como titular do jogador aconteceu na 15ª rodada, na derrota por 2 a 0 para o Cruzeiro, no estádio do Mineirão. No entanto, Evandro atuou apenas nove minutos, já que o zagueiro Gustavo Henrique, hoje no Flamengo, foi expulso no primeiro lance da partida, e o meio teve que dar lugar para Pará, para que o então treinador santista, Jorge Sampaoli, ajustasse o sistema defensivo.

O seu único gol com a camisa alvinegra aconteceu no dia 1º de dezembro do ano passado, na 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, quando o Peixe venceu a Chapecoense por 2 a 0, na Vila Belmiro. O tento de Evandro foi o segundo, anotado aos quatro minutos do segundo tempo. Ele também foi o autor da assistência para o primeiro gol, de Lucas Veríssimo, aos oito minutos de partida.

Evandro foi o vice-líder de assistências do Peixe no Brasileirão, com cinco.

Em 2020

O meia foi pouco utilizado pelo técnico Jesualdo Ferreira nesta temporada. Embora relacionado para 11 dos 12 jogos do time neste ano, entrou em campo cinco vezes, totalizando 199 minutos, e foi titular em apenas duas oportunidades. Não completou 90 minutos nenhuma vez em 2020.

O jogador foi visto como fora dos planos da comissão técnica, o que pesou para que a diretoria não utilizasse a cláusula de renovação automática do contrato até o fim deste ano.

Evandro tem 33 anos e o seu provável destino é o Atlhético-PR, clube que o revelou. Caso a transferência se confirme, o meia, natural de Blumenal-SC, voltará ao Furacão 13 anos após deixar o clube, em 2007, na ocasião para defender o Palmeiras.

Além do clube paranaense, dos rivais paulistas e das equipes europeias citadas acima, Evandro também atuou no Brasil por Goiás, Atlético-MG e Vitória.

* Sob supervisão de Vinícius Perazzini

















Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também