Relembre como o Brasil conquistou a Copa América 2019

Redação Esportes
The president of the South American football's governing body Conmebol, Paraguayan Alejandro Dominguez (L) gives the trophy to Brazil's Dani Alves after the team won the Copa America by defeating Peru in the final match of the football tournament at Maracana Stadium in Rio de Janeiro, Brazil, on July 7, 2019. (Photo by MAURO PIMENTEL / AFP)        (Photo credit should read MAURO PIMENTEL/AFP via Getty Images)
A Seleção Brasileira conquistou a Copa América sediada no país em 2019 (MAURO PIMENTEL/AFP via Getty Images)

Realizada entre 14 de julho a 7 de julho de 2019, a Copa América, oficialmente chamada de “CONMEBOL Copa América Brasil 2019”, foi a 46.ª edição da competição, que é o principal torneio de futebol masculino entre as seleções da América do Sul. Realizada a cada dois anos, reúne times de rivalidade histórica, como Brasil e Argentina, e promove o encontro de craques sul-americanos defendendo seus países aqui no continente – já que muitos moram no exterior.

Já está seguindo o Yahoo Esportes no Instagram? Clique aqui!

Organizado pela CONMEBOL (Confederação Sul-Americana de Futebol), o torneio deste ano teve o Brasil como sede este ano, que dividiu os jogos entre seus principais estádios pelo país, muitos usados na Copa de 2014. A edição 2019 teve a participação das dez seleções sul-americanas: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela, além das seleções do Japão e do Qatar como convidadas. A Seleção Brasileira conquistou a Copa América 2019, depois de uma fila de 11 anos. Foi a nova vez que o Brasil conquistou a Copa América – o Brasil já tinha ganhado em 1919, 1922, 1949, 1989, 1997, 1999, 2004 e 2007. Relembre a trajetória da Seleção Brasileira na Copa América 2019.

Leia também

Neymar foi cortado por contusão

Ainda em 17 de maio, o técnico Tite anunciou os 23 jogadores convocados para a Copa América 2019. O jogador Neymar chegou a se juntar ao grupo nos treinamentos, mas poucos dias antes de iniciar a competição, em 6 de junho, ele teve uma lesão e ficou fora do torneio. Em seu lugar, Tite convocou Willian. A Seleção Brasileira ao final contou com: Alisson, Cássio e Ederson (goleiros); Thiago Silva, Miranda Marquinhos, Felipe Luís, Alex Sandro, Daniel Alves, Éder Militão e Fagner (defesa); Casemiro, Arthur, Willian, Philippe Coutinho, Allan, Fernandinho e Lucas Paquetá (meio) e no ataque, Gabriel Jesus, Everton, Roberto Firmino, David Neres e Richarlison.

Primeira fase com goleadas e empate nas quartas

O Brasil começou a competição no Grupo A, junto com Venezuela, Peru e Bolívia, tendo ganhado dois jogos (3x0 contra a Bolívia e 5x0 contra o Peru) e empatado (com a Venezuela) um nessa fase. Já nas Quartas de Final, a Seleção Brasileira empatou com o Paraguai, mas como tinha mais pontos seguiu para a Semifinal.

Argentina e Peru foram as vítimas na semi e na final

A Semifinal foi um jogo emocionante contra a Argentina de Messi. Este talvez tenha sido o jogo mais desafiador da competição para o time brasileiro, com direito a várias reclamações de Messi após a partida. O Brasil saiu vitorioso, com 2x0 e partiu para a grande Final, contra o Peru (que surpreendeu e venceu o Chile na outra Semifinal). A final, realizada em 7 de julho, no Estádio do Maracanã contra o Peru reuniu o maior público da competição (mais de 58 mil pessoas) e foi um jogo bem acirrado, no qual a Seleção venceu por 3 x 1, com gols de Everton, Gabriel Jesus e Richarlison pelo Brasil e Guerrero para o Peru, de pênalti.

O Peru teve o seu melhor desempenho desde a última vez que chegou à final do torneio, em 1975. As seleções da Argentina e do Chile conquistaram o terceiro e quarto lugar, respectivamente, após definição na partida realizada em São Paulo. Os jogadores brasileiros levaram também os principais prêmios do torneio: Daniel Alves foi o Bola de Ouro, Everton o Chuteira de Ouro e Alisson o Luva de Ouro.