Relembre como estava o trio de ferro do futebol paranaense antes da pausa no calendário


Com o calendário parado desde o dia 15 de março, os times nacionais esperam ansiosamente pela volta das competições para finalizar a reta final dos estaduais e dar início ao tão badalado Campeonato Brasileiro.

No futebol paranaense, Coritiba, Athletico e Paraná viviam situações opostas antes da parada. Mesmo com as vagas asseguradas no mata-mata, o trio despertou diversos sentimentos nos torcedores.

Veja abaixo como estava o momento dos três gigantes:


Athletico

Time sensação do futebol nacional em 2019, o Athletico vivia um momento de reformulação. Além da comissão técnica de Tiago Nunes, outros 16 atletas deixaram o Furacão e a diretoria ainda não repôs as perdas.

No estadual, o Athletico aposta suas fichas no time de aspirantes e o técnico Eduardo Barroca, que começou bem, teve alguns problemas nas rodadas finais e perdeu a liderança. Na equipe principal, Dorival Junior ainda não deu liga e encontra problemas na montagem do grupo. Na Supercopa do Brasil a derrota para o Flamengo foi doída. Na Libertadores, 50% de aproveitamento nos dois jogos e contestação da arquibancada.

Coritiba

De volta à elite do futebol nacional, o ano começou repleto de esperança no Couto Pereira. Sob o comando de Eduardo Barroca, o time passou por um momento turbulento na eliminação da Copa do Brasil, mas deu a volta por cima e encerrou a fase de classificação do estadual com goleada em cima do Athletico, o que deixou o Coxa com a melhor campanha.

Paraná

O Tricolor é o que vive o momento mais difícil de longe. Com uma reformulação no elenco após o fracasso na Série B, o técnico Allan Aal precisou apostar nos jovens e teve um estadual complicado, onde ficou com a oitava campanha na fase de classificação. Na Copa do Brasil, a alegria veio com a virada espetacular diante do Bahia de Feira.















Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também