Relatório da CPI da Chapecoense será votado no Senado

Será apresentado nesta quarta-feira o relatório final sobre a comissão que investigou o acidente da Chapecoense.
Será apresentado nesta quarta-feira o relatório final sobre a comissão que investigou o acidente da Chapecoense. Foto: (RAUL ARBOLEDA/AFP via Getty Images)

Será apresentado pelo Senado Federal o relatório final da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que investigou o acidente aéreo que envolveu a delegação da Chapecoense e parte da imprensa que acompanharia a partida de ida da final da Copa Sul-Americana em novembro de 2016.

Um dos principais temas analisados desde o ano de 2019 é o atraso no pagamento de indenização às famílias das 71 vítimas do acidente aéreo causado por economia de combustível por parte da empresa Lamia.

Leia também:

Dois depoimentos serão ouvidos pela CPI, antes mesmo da leitura e da votação do documento. O primeiro será de Fabienne Belle, que preside a Associação de Familiares das Vítimas do Voo da Chapecoense (AFAV-C). Fabienne é viúva do então fisiologista da Chapecoense, Luiz Cezar Martins Cunha, falecido no acidente. A outra pessoa que irá falar será Luís Inácio Adams, advogado que foi responsável por fazer a mediação entre a AFAV-C e a Tokio Marine, seguradora responsável pelas indenizações referentes ao acidente.

Interrompida por conta da pandemia de Covid-19 no ano de 2020, a CPI, que foi iniciada em 2019, teve suas investigações retomadas no ano passado. Além de representantes do clube do oeste de Santa Catarina, da associação de vítimas e da seguradora, pessoas ligadas à LaMia e à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) também foram ouvidas.

Em novembro de 2016, o avião que levava a delegação da Chapecoense e jornalistas que cobririam a primeira final continental da equipe caiu próximo à cidade de Medellín por falta de combustível.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos