Reintegrados no Timão, Camacho e Pedro Henrique citam evolução

Yago Rudá
LANCE!
Pedro Henrique ficou um semestre no Athletico-PR (Foto: Rodrigo Gazzanel/Agência O Dia)
Pedro Henrique ficou um semestre no Athletico-PR (Foto: Rodrigo Gazzanel/Agência O Dia)


De volta ao Corinthians após passagem vitoriosa pelo Athletico-PR, a dupla formada por Pedro Henrique e Camacho fez questão de agradecer o clube curitibano pela experiência por lá. Concorrentes ao posto de titulares do Timão nesta temporada, os jogadores elogiaram o técnico Tiago Nunes, com quem trabalharam na equipe do Paraná, mas reiteraram que a disputa dentro do elenco do Timão será sadia ao longo da temporada 2020.

- Acho que evoluí muito. Fiquei um ano e meio lá. Melhorei como pessoa também. Desejo boa sorte ao Tiago. Já provou que é um grande treinador e será o grande diferencial para 2020. Espero que seja um grande ano aqui no Corinthians - afirmou o volante Camacho, que ficou uma temporada e meia no Athletico-PR e conquistou os títulos da Copa Sul-Americana em 2018 e da Copa do Brasil em 2019.

- Me ajudou muito a amadurecer. Até a forma de jogar. Estava acostumado de um jeito e aprendi coisas que não aprendi no Corinthians. A passagem por lá me deu mais casca e estou mais maduro. Estou feliz de estar de volta e espero fazer um grande ano no Corinthians - pontuou Pedro Henrique, zagueiro que larga na frente dos demais na briga pela vaga ao lado de Gil entre os titulares.

O elenco do Timão se reapresentou na última segunda e já viaja aos Estados Unidos no próximo domingo para a disputa da Florida Cup, onde também realiza a maior parte de sua pré-temporada em 2020. Tanto Camacho como Pedro Henrique elogiaram o novo treinador e falaram em um futuro vitorioso para o clube do Parque São Jorge neste ano. Confira a entrevista completa de ambos abaixo!





A entrevista completa do zagueiro Pedro Henrique:

Sobre retorno ao Corinthians e experiência com Tiago Nunes
Muito feliz de estar em casa de novo. Sobre trabalhar com o Tiago pude aprender muitas coisas, como saída de bola, sobre a forma dele de jogar. É algo que soma muito. Ganhei mais rodagem indo para o Athletico e chego mais maduro para desenvolver meu papel.

Disputa no elenco

Pré-temporada começa todo mundo do zero. Todo mundo vai dar o seu melhor para conseguir a titularidade. Nós conhecemos o trabalho dele. A disputa será sadia entre todos.

Calendário apertado
Sabemos do calendário brasileiro. Todo ano alguém passa por isso e esse ano será o Corinthians. É uma dificuldade boa que a gente passa para desgrutar lá no final.

Sobre o esquema de jogo do Tiago Nunes
O Tiago é um cara que joga muito para frente. Jogamos praticamente com linha alta o tempo todo. A bola chega bastante para os atacantes, aconteceu isso no Athletico. Creio que esse ano ele fará o mesmo no Corinthians. As chances vão aparecer. No ano passado, eu via que a bola não chegava tanto e agora com o Tiago espero que haja mais oportunidades.

Jogo defensivo
No Athletico passamos um bom tempo sem tomar gol no segundo turno. O Tiago é sólido defensivamente, não é só ofensivo. Na filosofia dele de trabalho é muito ataque ao espaço. Basta escutar o que ele tem para nos passar que será um grande ano para nós aqui no Corinthians.

Ainda sobre o retorno ao Corinthians
Começamos a pré-temporada ontem, começamos a dar a vida ali e será assim durante todo o ano. Vamos tentar dar muitas alegrias ao Corinthians, ainda temos muito o que mostrar aqui.

Ligação telefônica de Tiago Nunes
O Tiago me ligou para desejar feliz natal e feliz ano novo. Conversou sobre a oportunidade de estar aqui de novo, disse que estava muito feliz de voltar ao Corinthians e que ia dar o meu melhor para fazer um grande ano.

Recepção do grupo pelas saídas de Ralf e Jadson
Tinha uma amizade de um bom tempo com os dois. São duas grandes pessoas, trabalhadores, esforçados, mas tem coisas que não somos nós que decidimos. Tenho a falar que os dois são referências na minha carreira e desejo tudo de bom para ambos. Foi uma honra jogar com eles.






















A entrevista completa do volante Camacho:

Retorno ao Corinthians:
Acho que evolui muito. Fiquei um ano e meio lá. Melhorei como pessoa também. Desejo boa sorte ao Tiago. Já provou que é um grande treinador e será o grande diferencial para 2020. Espero que seja um grande ano aqui no Corinthians.

Disputa no elenco
Claro que não temos vaga garantida. Quem vai dizer isso é o campo. O grupo é muito qualificado e na minha posição tem grandes jogadores. Vou dar meu máximo para conquistar meu espaço no time.

Calendário apertado
O calendário é muito apertado, domingo já estamos viajando para Orlando. A preparação nesse começo pode fazer toda diferença no final do ano.

Jogo ofensivo
É um time que marca pressão, joga em cima e para frente. 2018 o Pablo foi artilheiro, em 2019 foi o Ruben... A bola chega lá na frente e quem estiver preparado vai fazer um grande ano.

Mudança no estilo de jogo
A grande mudança é intensidade. É um treinador que cobra em todo treino intensidade, vocês vão ver. É muita dedicação. Tem que correr muito e dar a vida. Temos que ter a bola com ele e jogar de forma muito intensa. Isso vai ser uma mudança grande e vai fazer com o que a gente ganhe jogos.

Ainda sobre o retorno ao Corinthians
É a chance da minha vida. Ano passado eu queria voltar, mas infelizmente o treinador não optou por isso e acabei ficando no Athletico, Levo como a chance da minha vida, quero aparecer muito nos treinos. Vou tentar dar meu máximo para fazer um grande ano.

Ligação telefônica de Tiago Nunes
O Tiago me ligou depois que estava tudo certo. Me ligou para desejar boas festas e conversar sobre esse ano.

Sobre o doping no ano passado no Athletico-PR
Eu vinha jogando, foi um baque muito forte. Mas é aprendizado. Depois disso melhorei como ser humano e atleta. Tive a oportunidade de jogar a última edição do Campeonato Brasileiro e agora estou pronto para defender o Corinthians.

Sobre o posicionamento em campo
Com ele eu joguei de primeiro e segundo volante. É uma posição que ele cobra bastante. De primeiro ele pede marcação, mas que você seja sempre opção de passe, para estar livre para receber, muita movimentação. Quando perde a bola, precisamos marcar como sempre.

Recepção do grupo pelas saídas de Ralf e Jadson
Tive o prazer de jogar com os dois. Joguei mais com Jadson do que com Ralf. São dois ídolos e ídolos não precisamos falar nada. Foi uma honra jogar com os dois. Desejo sucesso para eles na carreira.






























Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também