Reino Unido e Irlanda têm bons argumentos para sediar Copa do Mundo, diz Johnson

·1 minuto de leitura
Torcedores do lado de fora do estádio de Wembley na final da Euro 2020

LONDRES (Reuters) - O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse nesta segunda-feira que tem esperança de que o Reino Unido e a Irlanda ganhem a disputa para organizar a Copa do Mundo de 2030, dizendo acreditar que os dois países têm argumentos muito bons.

A Inglaterra, que sediou e venceu a Copa do Mundo de 1966, falhou nas disputas para sediar o evento em 2006 e 2018.

"Este é um processo longo e difícil... Obviamente, acho que o Reino Unido tem um argumento muito bom junto com a Irlanda e vamos defendê-lo", disse ele em entrevista coletiva.

Questionado se achava que a Inglaterra havia prejudicado suas chances depois que torcedores sem ingressos tentaram invadir o estádio de Wembley no domingo para assistir à final da Euro, ele disse: "Acho que foi uma pena que uma pequena minoria tentou estragá-la... Eu não acho que eles prejudicaram a atmosfera, certamente não no estádio em si. Mas vamos ver exatamente o que aconteceu”.

(Reportagem de William James)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos