Reinaldo celebra histórico primeiro gol da Chape na Libertadores

Um gol histórico em uma partida igualmente histórica. Foi assim o tento de Reinaldo na noite desta terça-feira, na estreia da Chapecoense em uma edição de Copa Libertadores, com vitória sobre o Zulia, na Venezuela. O lateral-esquerdo celebrou a bola na rede após uma cobrança de falta sem muito ângulo, em lance que era para ser cobrado por Luiz Antônio.

“Tenho noção sim (da importância do gol). Tenho certeza que Chapecó, todo Brasil, o mundo até estava esperando este gol da Chapecoense, esse gol internacional, gol na Libertadores. Esse gol foi para todos que estão torcendo para nós”, afirmou Reinaldo.

Na segunda etapa, quando o Zulia buscava o empate, Luiz Antônio anotou um belo gol e ampliou a vantagem da Chapecoense. Em seguida, porém, o Verdão do Oeste falhou na defesa, sofreu um gol e precisou segurar a pressão até o final da partida. O sofrimento no triunfo foi valorizado pelo volante.

“Libertadores é complicado, muito difícil, pressão muito grande, mas graças a Deus conseguimos ir bem. Fizemos 2 a 0, que foi importante para manter a calma, mesmo assim tomamos gol, muito sufoco, mas é assim. Libertadores é assim, na raça, na vontade, não tem jeito. Só assim para ganhar, tem que sofrido”, disse Luiz Antônio.

Com a vitória, a Chapecoense arranca bem na Libertadores e assume a ponta do grupo 7. Pelo menos até a próxima quinta-feira, quando acontece o outro jogo do grupo, entre Lanús e Nacional, na Argentina. O Zulia segue zerado.

O próximo compromisso da Chapecoense pela Libertadores é no dia 16 de março, uma quinta-feira, contra o Lanús, às 19h30, na Arena Condá, em Chapecó. O Zulia enfrenta o Nacional, no dia 15, fora de casa. Antes de enfrentar o Lanús, o time verde e branco entra em campo pelo Campeonato Catarinense, contra o Inter de Lages, no dia 11 de março.