Rei da América e avassalador, Borja deve estrear como titular no Verdão

Thiago Ferri

Borja tem 68 minutos em campo pelo Palmeiras e já fez dois gols. Depois de sair do banco de reservas contra Ferroviária e Linense, o atacante colombiano deve ser titular pela primeira vez nesta quarta-feira, contra o Atlético Tucumán, na estreia da Libertadores. Premiado, o centroavante teve participação avassaladora no título do Atlético Nacional (COL), ano passado.

Foram apenas quatro partidas na Libertadores de 2016 (semifinal e final) e cinco gols. Quatro gols saíram contra o São Paulo e o outro na decisão, contra o Independiente del Valle (EQU). A participação, mesmo curta, rendeu-lhe o prêmio de Rei da América, entregue pelo jornal "El País", do Uruguai.

No Verdão, a primeira previsão era de que o jogo desta noite fosse a sua estreia. Ele chegou após a lista de inscrições para o Paulista estar completa, mas acabou jogando antes graças à cirurgia que Moisés teve de fazer no joelho. A sua programação, consequentemente, mudou.

Mesmo sem estar no seu ideal físico, Borja deixou ótima impressão. Deu apenas três chutes com a camisa do Palmeiras, e deles saíram dois gols. A intenção de Eduardo Baptista era aproveitar o intervalo entre o confronto com o Red Bull e com o Tucumán para condicionar ainda mais o camisa 12.

No trabalho tático antes da partida na Argentina, o colombiano esteve com os titulares. Willian, que vinha jogando como centroavante, ainda não está descartado e pode jogar aberto pela direita, na vaga que vinha sendo ocupada por Michel Bastos.

A escalação do Palmeiras deve ter: Fernando Prass; Jean, Edu Dracena, Vitor Hugo e Zé Roberto; Thiago Santos e Felipe Melo; Willian (Michel Bastos), Dudu e Keno; Borja. O jogo começa às 21h45, no estádio Monumental José Fierro.









E MAIS: