Rei de Copas: Felipão busca sua 18ª semifinal como técnico do Palmeiras

William Correia
LANCE!
Na soma de suas três passagens pelo clube, o treinador alcançou a fase em mais de 70% dos torneios de mata-mata que disputou; nesta terça-feira, precisa vencer o Novorizontino

Rei de Copas: Felipão busca sua 18ª semifinal como técnico do Palmeiras

Na soma de suas três passagens pelo clube, o treinador alcançou a fase em mais de 70% dos torneios de mata-mata que disputou; nesta terça-feira, precisa vencer o Novorizontino


Nesta terça-feira, às 21h, após empatar o jogo de ida das quartas de final por 1 a 1 em Novo Horizonte, o Palmeiras precisa vencer o Novorizontino, no Pacaembu, para chegar às semifinais do Campeonato Paulista. E tem no banco alguém bastante acostumado a atingir esta fase à frente do clube.

O técnico Luiz Felipe Scolari está em sua terceira passagem no Palmeiras. Disputou, no total, 24 competições no formato de mata-mata, não atingindo, ao menos, as semifinais em somente sete oportunidades. O treinador alcançou esta penúltima fase antes da decisão em 70,83% das vezes.


Especificamente no Campeonato Paulista, a frequência entre os quatro primeiros colocados é maior: Felipão foi semifinalista em quatro das cinco edições que participou, representando 80%. O comandante nunca conquistou o torneio, mas esteve na final em 1999 e caiu nas semifinais em 1998, 2000 e 2011. Em 2012, acabou eliminado nas quartas de final,pelo Guarani, quando chegou a pedir demissão, mas ficou e ganhou a Copa do Brasil na sequência.

A competência de Scolari em mata-mata é tão evidente que ele chegou, ao menos, às semifinais logo em seus quatro primeiros torneios no clube: vice-campeão brasileiro em 1997 (a competição passou a ser disputada no formato de pontos corridos em 2003), semifinalista do Rio-São Paulo e do Paulista e campeão da Copa do Brasil de 1998. Há 21 anos, veio a primeira queda "precoce", nas quartas de final do Brasileiro, diante do Cruzeiro.

Nas quartas de final, fase em que está agora no Estadual, diante do Novorizontino, a queda somente ocorreu com o técnico quatro vezes: além do Brasileiro de 1998, nas Copa do Brasil de 2000 e 2011 e no Paulista de 2012. Em etapas anteriores, apenas nas primeiras fases do Rio-São Paulo e do Brasileiro de 1999 e antes das oitavas de final da Sul-Americana de 2011 - era a segunda fase da competição, mas a primeira que o Verdão disputou.

Não entra na conta a Copa Sul-Americana de 2012. Felipão disputou a segunda fase, eliminando o Botafogo, mas foi demitido antes de o Palmeiras acabar eliminado nas oitavas de final da competição continental, caindo diante do Millonarios, da Colômbia.

Diante do Novorizontino, depois do 1 a 1 no interior, só avança nesta terça-feira quem vencer no Pacaembu, já que um novo empate leva a decisão para os pênaltis. A partida não poderá ocorrer no Allianz Parque porque o estádio do Palmeiras está à disposição de shows de Paul McCartney nesta semana.

Confira o desempenho do Palmeiras com Felipão em torneios mata-mata:

Brasileiro 1997 - Chegou à final
Rio-São Paulo 1998 - Chegou à semifinal
Paulista 1998 - Chegou à semifinal
Copa do Brasil 1998 - Campeão
Brasileiro 1998 - Eliminado nas quartas de final
Mercosul 1998 - Campeão
Rio-São Paulo 1999 - Eliminado na 1ª fase
Libertadores 1999 - Campeão
Paulista 1999 - Chegou à final
Copa do Brasil 1999 - Chegou à semifinal
Brasileiro 1999 - Eliminado na 1ª fase
Mercosul 1999 - Chegou à final
Rio-São Paulo 2000 - Campeão
Paulista 2000 - Chegou à semifinal
Libertadores 2000 - Chegou à final
Copa do Brasil 2000 - Eliminado nas quartas de final
Sul-Americana 2010 - Chegou à semifinal
Paulista 2011 - Chegou à semifinal
Copa do Brasil 2011 - Eliminado nas quartas de final
Sul-Americana 2011 - Eliminado antes das oitavas
Paulista 2012 - Eliminado nas quartas de final
Copa do Brasil 2012 - Campeão
Copa do Brasil 2018 - Chegou à semifinal
Libertadores 2018 - Chegou à semifinal



































Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também