Regularizado no ‘último minuto’, Hernández vibra: “Penso em jogar”

Contratado em outubro do ano passado, Vladimir Hernández foi personagem principal de uma novela envolvendo Santos e Junior Barranquilla, seu ex-clube. Porém, após ficar um longo período apenas treinando, o colombiano viu o imbróglio para sua regularização ser resolvido apenas na última terça-feira, data-limite para a inscrição na primeira fase da Libertadores, e acabou ficando à disposição do técnico Dorival Júnior aos ’45 minutos do segundo tempo’.

O impasse com o Junior Barranquilla surgiu após o Peixe atrasar a primeira das três parcelas no valor de 680 mil dólares (cerca de R$ 2 milhões). Por conta desse atraso, o time colombiano exigiu garantias bancárias antes de liberar a documentação do atleta.

Agora totalmente liberado, o colombiano está com o elenco em Lima, Peru, e vive a expectativa de fazer sua estreia oficial com a camisa do alvinegro contra o Sporting Cristal, nesta quinta-feira, às 21h45 (de Brasília), pela estreia santista na Libertadores.

“Estou muito feliz por poder estar à disposição com a equipe. Foi difícil, mas é um tema de gerência, jurídico, que não aconteceu antes por alguns problemas. Agora penso em fazer as coisas bem, jogar. Vinha treinando da melhor maneira e espero estrear. Joguei três Libertadores e tenho muito conhecimento. Torneio de muita vontade, garra, desejo, e espero que a gente vá bem”, disse Hernández à Rádio Santos.

Mesmo liberado, o atacante será reserva na equipe de Dorival Júnior, que entrará em campo com: Vladimir; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Cleber e Zeca; Renato, Thiago Maia e Lucas Lima; Vitor Bueno, Copete e Ricardo Oliveira.