Edenilson registra B.O. por injúria racial contra Rafael Ramos e afirma: 'Eu sei o que ouvi'


O meio-campista Edenilson, do Internacional, decidiu registrar um boletim de ocorrência contra o lateral-direito do Corinthians Rafael Ramos o acusando de injúria racial no empate em 2 a 2 entre Inter e Timão, neste sábado. O jogador do clube paulista nega a ofensa.

Após a partida, por meio de uma rede social, Edenilson se pronunciou sobre o caso. Ele garante que foi chamado de macaco pelo lateral do Timão e explicou a reação que teve em campo.

- Boa noite, pessoal, passando aqui apenas para me pronunciar. Eu sei o que ouvi, realmente eu não reagi provavelmente da forma que deveria pois foi a primeira vez que isso aconteceu comigo e me incomoda o fato de ficar chamando atenção de outra forma que não seja jogando futebol - disse o volante do Internacional no comunicado.

Internacional x Corinthians
Internacional x Corinthians

Edenilson acusa Ramos de racismo (Foto: Ricardo Rimoli / Lancepress!)

>Estudo mostra os jogadores mais valiosos do futebol brasileiro

Depois de finalizado o confronto entre as equipes no Beira-Rio, com as delegações já nos vestiários, o jogador colorado chegou a conversar com o acusado de ter praticado o ato de racismo. Porém, Edenilson conta que decidiu avançar com os trâmites relacionados a lavratura do B.O após o papo por não ter recebido um pedido de desculpas pelo ato.

- Eu procurei o atleta para que ele assumisse e me pedisse desculpas, afinal todos erramos e temos direito de admitir, no meu modo de ver as coisas. Mas o mesmo continuou a dizer que eu havia entendido errado. Eu não entendi errado, o procurei pelo respeito que tenho por alguns integrantes do Corinthians e para que ele pudesse ter uma chance de se redimir - concluiu Edenilson.

Segundo relatou o presidente do Colorado, Alessandro Barcellos, Rafael Ramos chegou a pedir desculpas por qualquer tipo de ofensa em caráter genérico, assegurando que não tinha sido racista com o meio-campista do Inter:

- Edenilson quis ouvir do atleta (Rafael Ramos) um pedido de desculpas, ele pediu por alguma possível ofensa, mas não pela injúria racial, então ele optou por fazer a denúncia. O Edenilson tomou iniciativa de fazer o registro e nós respeitamos e acreditamos no que foi dito pelo atleta. E não admitimos mais isso em qualquer espaço - afirmou Barcellos.

Edenilson prestou o seu depoimento ainda no Beira-Rio, junto com Alessandro Barcellos. Bráulio da Silva Machado, árbitro da partida, também foi ouvido pelas autoridades policiais no estádio.

A confusão aconteceu aos 30 minutos do segundo tempo, após desentendimento entre os dois no campo de ataque do Internacional. Segundo o juiz da partida relatou na súmula, Edenilson afirmou que tinha ouvido o lateral do Corinthians falando para ele "fod*-se, macado". No entanto, Rafael Ramos disse ao árbitro que proferiu as palavras "fod*-se caral**".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos