Reforço perde espaço no Flamengo com mudança no sistema de Paulo Sousa

Marinho ainda não conseguiu firmar-se como titular desde que chegou no Flamengo (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)


Utilizado em apenas duas das últimas sete partidas do Flamengo, Marinho vê cada vez menos possibilidades para firmar-se como titular na equipe de Paulo Sousa. Diante das mudanças no sistema de jogo promovidas pelo treinador nas últimas semanas, o atacante não tem recebido chances. Neste mês, foi acionado justamente quando o Rubro-Negro atuou com um time alternativo no duelo com o Altos-PI.

Desde 23 de abril, quando foi titular na derrota para o Athletico, Marinho só entrou em campo nas partidas da Copa do Brasil. É verdade que o atacante sofreu uma fratura na costela, que o deixou de fora de um jogo, mas também é um fato que o camisa 31 não entregou o esperado nas chances que recebeu do Mister. Em 17 jogos (sete como titular), Marinho soma um gol e duas assistências.

NOVA FUNÇÃO E MUDANÇA DE SISTEMA

A trajetória de Marinho sob o comando de Paulo Sousa não tem sido fácil. No início do ano, o atacante recebeu as primeiras chances como um ponta-esquerdo de um time que atuava com uma primeira linha com três homens. O próprio camisa 31 falou sobre a adaptação à função após a partida contra o São Paulo, na qual foi decisivo por ali.

Contudo, as seguidas lesões de nomes como Pablo, David Luiz e Filipe Luís, e a cobrança por melhor desempenho do time, fizeram Paulo Sousa abrir mão do sistema nas últimas partidas, na quais o Flamengo atuou com duas linhas de quatro, com Everton Ribeiro e Arrascaeta "alimentando" o ataque com Bruno Henrique e Gabigol.

Ainda neste sentido, a entrada de Ayrton Lucas na lateral esquerda faz com que o jogador que entre pela direita seja, de fato, um lateral, com mais obrigações defensivas do que um ala, e Marinho, por ora, ainda não conquistou a confiança de Paulo Sousa para substituir os homens da frente. Pela esquerda, Lázaro é quem vem sendo usado.

À medida que Everton Ribeiro, Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabigol recuperam o entrosamento e o resto do time busca equilíbrio, as chances para Marinho parecem ficar mais raras, mas o atacante segue atrás de seu espaço no time. O próximo compromisso do time é no sábado, pelo Brasileirão, contra o Goiás. O jogo será no Maraca.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos