Reforço do Flamengo, Thiago Maia liderou estatísticas em sua última temporada no Brasil

André Schmidt
LANCE!
Thiago Maia foi revelado pelo Santos (Ivan Storti)
Thiago Maia foi revelado pelo Santos (Ivan Storti)


Natural de Boa Vista, em Roraima, Thiago Maia passou pela base do São Caetano antes de chegar a do Santos, em 2011. Em 2017, rumou para a França, onde defendeu o Lille. O volante, no entanto, sempre deixou claro a sua torcida pelo Flamengo, clube que defenderá a partir de 2020.

Thiago retorna ao Brasil após uma passagem discreta pelo futebol francês, onde disputou 68 jogos e não marcou nenhum gol em dois anos e meio. Na Ligue 1, foram 61 atuações, com 89,4% de acerto no passe curto e 77% na bola longa, segundo dados do site 'FBRef'.

Quando deixou o Peixe, em julho de 2017, Maia estava entre os cinco maiores passadores do Campeonato Brasileiro, segundo dados do Footstats. Seu principal fundamento de destaque, no entanto, sempre foram os desarmes.



Thiago Maia foi o maior ladrão de bolas do Paulistão em 2016, com 58 desarmes, e da primeira fase do estadual de 2017, com 33, segundo dados do Footstats. No Brasileiro 2016 - seu último completo -, ficou em 4º no ranking, com 89 desarmes em 31 partidas. Chegou a liderar a estatística no Brasileiro e na Libertadores 2017, mas se transferiu pra França antes do fim das disputas.

O Flamengo, em 2019, foi o time que mais realizou desarmes certos no Brasileirão (672), no Carioca (317) e o terceiro na Libertadores (228). Mesmo fechando o ano na reserva, Renê, com 131, foi o líder do fundamento na equipe, seguido por Willian Arão, com 130 na temporada.


Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também