'Redenção' de Hulk no Galo e ponto final em 'polêmica' repercutem em Portugal: "Cada dia é uma nova história"

Fabio Utz
·2 minuto de leitura

A primeira vitória do Atlético-MG na Libertadores repercutiu em Portugal. Estranho, não? Seria estranho, sim, se ela não tivesse relação direta com Hulk, atacante que fez sucesso com a camisa do Porto entre 2008 e 2012.

Futebol é isto. Cada dia é uma nova história. Logo a seguir à minha entrevista, voltei a dizer ao professor Cuca que não foi nada, que, como já disse, respeito demais. Era vontade de me cobrar, cobro-me muito. Esta semana foi importante para mim, tive conversas produtivas para poder desfrutar de cada jogo, cada treino.Hulk, do Atlético-MG

O atleta marcou os dois gols diante do América de Cali-COL, nesta terça-feira, no Mineirão, e garantiu o triunfo por 2 a 1. Para alegria dos portugueses. O jornal O Jogo relembrou uma recente polêmica, na qual o atacante se queixou da falta de oportunidades e sequência com o técnico Cuca, que respondeu dizendo que tratava todos os integrantes do plantel da mesma forma e que eram os profissionais que deveriam convencê-lo, em campo, de que mereciam novas oportunidades.

Galo volta a campo no sábado, pelo Campeonato Mineiro | Pool/Getty Images
Galo volta a campo no sábado, pelo Campeonato Mineiro | Pool/Getty Images

"As perguntas são sempre viradas para o último final de semana, como se quisessem dizer que temos um grupo dividido. Mas, pelo contrário, como frisei, o grupo todo se respeita. Eu falei para me cobrar, cobro-me a cada dia, cada treino. Foi uma semana produtiva, houve conversas boas, e senti-me mais leve, pude ajudar os companheiros, a minha equipa, que é o mais importante. Espero continuar assim jogo após jogo", disse Hulk, que mais uma vez não foi titular. O Galo volta a campo no sábado para enfrentar o Tombense pela partida de ida da semifinal do Campeonato Mineiro.

Para mais notícias do Atlético Mineiro, clique aqui.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique aqui.