Red Bull fica perto de comprar Oeste por R$ 35 milhões

Yahoo Esportes
<em>Dois times se enfrentaram na sexta, com vitória do Red Bull (Jefferson Vieira/Oeste)</em>
Dois times se enfrentaram na sexta, com vitória do Red Bull (Jefferson Vieira/Oeste)

O Red Bull espera anunciar nos próximos dias a compra do Oeste Futebol Clube, que integra a Série B do Campeonato Brasileiro. O Blog apurou que o negócio pode ser sacramentado por R$ 35 milhões e dará direito ao Red Bull de assumir toda a operação do clube que já foi de Itápolis, no interior do estado, e hoje atua em Barueri.

Embora tenham a intenção de transformar o Oeste em Red Bull, os possíveis novos donos terão de disputar a segunda divisão do Brasileiro deste ano como Oeste, com a camisa e o uniforme do antigo clube. É que a tabela da Série B já está confeccionada e não há mais tempo para mudanças. Vale dizer, porém, que a gestão já será de Thiago Scuro, Ceo da Red Bull na América do Sul, se o martelo for batido.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia mais:

– Red Bull fica perto de comprar Oeste por R$ 35 milhões
– Carille e Sampaoli são melhores que os times que eles comandam
– Oposição do Palmeiras lança 3ª via pela presidência do conselho

Ainda restam alguns detalhes até a conclusão da venda, embora as tratativas tenham avançado de forma considerável nos últimos dias. Entre os pontos indefinidos, estão a situação dos atletas que hoje servem o Oeste atualmente no Paulistão – o time é o terceiro colocado do grupo do São Paulo e ainda tem chances de classificação para o mata-mata.

O projeto do Red Bull passa por alcançar o mais rápido possível a elite do futebol nacional. Com o Oeste, o plano pode se tornar real já em 2020 – para isso, basta terminar a Série B deste ano entre os quatro primeiros.

É possível que essa operação possa criar uma nova era no país, ao mostrar para outros investidores que é seguro injetar dinheiro em clubes no mercado nacional. O Brasil é um dos poucos centros grandes do futebol no mundo com quase nenhuma participação de compradores estrangeiros.

Outro lado

Em contato com a Gazeta Press, o presidente do Oeste, Ernesto Garcia, confirmou a proposta do Red Bull, mas negou a venda da equipe atualmente sediada em Barueri.

Leia também