Recuperação de Maycon atrapalha planos do Corinthians, mas pode ajudar para que meia fique em 2023

Maycon em ação, como na foto, é algo que não ocorre há mais de dois meses (Foto: Rodrigo Coca/Ag,Corinthians)


O volante Maycon voltou a treinar com bola na atividade do Corinthians da última quarta-feira. Porém, o retorno do atleta ainda é gradual e fora do prazo previsto pelo clube alvinegro para tê-lo nas condições esperadas para as partidas finais da Copa do Brasil, contra o Flamengo, nos dias 12 e 19 de outubro.

+ Lançamento do terceiro uniforme nesta quinta! Relembre outras camisas alternativas do Corinthians

Isso não significa que o jogador não estará na relação corintiana para os duelos decisivos, mas dificilmente vai figurar entre os titulares. E é aí que os planos corintianos foram frustrados.

A comissão técnica do Timão sabe o benefício técnico que o meio-campista dá ao time, mas aguardava por um retorno um pouco mais breve para que o camisa 5 fosse ganhando ritmo de jogo nos jogos que antecedem as finais. Passadas três das quatro partidas prévias ao jogo de ida, que acontecerá na próxima quarta-feira, em Itaquera, Maycon ainda não teve condições de ser relacionado.

Essa situação pode até mudar neste fim de semana, quando o Timão recebe o Athletico-PR, na Neo Química Arena, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Porém, caso o meia seja relacionado, a tendência é que ele não inicie jogando e atue somente por alguns minutos para ir ganhando ritmo aos poucos.

Diante desse cenário, a dupla de volantes corintianos pelo menos no jogo de ida, contra o Flamengo, deve ser Fausto Vera e Du Queiroz. O primeiro é praticamente garantido, pois foi indicação do técnico Vítor Pereira, se encaixou no esquema tático e tem um vigor físico que o permitiu estar em quase todos os jogos do Corinthians desde que chegou ao clube. Já o segundo, não vive uma grande fase, mas se tornou, aos poucos, na temporada, homem de confiança do técnico Vítor Pereira.

+ Confira a tabela da Copa do Brasil e simule os dois jogos das finais

NO FINAL, PODE ATÉ SER BOM


Maycon não entra em campo desde o dia 2 de agosto, quando o Corinthians foi derrotado por 2 a 0 pelo Flamengo, na Neo Química Arena, pelo jogo de ida das quartas de final da Libertadores.

Na ocasião, o camisa 5 levou a pior em uma dividida com o volante flamenguista Thiago Maia e fraturou o segundo do pé esquerdo.

Inicialmente, Maycon teve que realizar treinos de força durante a recuperação. Além de passar por um processo de transição lento, que durou mais do que um mês.

Mas, se por um lado a lesão do meio-campista foi um prejuízo técnico para o Corinthians, no final ela pode até ter ajudado quando o assunto é a manutenção do jogador, que está emprestado pelo Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, inicialmente até o fim da temporada.

Como a guerra entre russos e ucranianos aparentemente não tem previsão de encerramento, o Timão tentará uma extensão do empréstimo, o que era visto como difícil, já que Maycon é um atleta novo, estava vivendo boa fase antes do conflito no Leste Europeu e mantido o bom momento no seu retorno ao Timão, o que poderia atrair olhares de bons times na Europa a fim de comprá-lo em definitivo, o que o Shakhtar mais deseja nesse momento.

Ter ficado fora durante mais de dois meses tirou o meia dos holofotes e pode ajudar o Timão na tentativa de ter o atleta por mais algum tempo.

O Shakhtar não fixou valor para que o Corinthians comprasse Maycon, já que o empréstimo para o Time do Povo foi uma espécie de ‘medida emergencial’ para quando a guerra estourasse. A única ‘vantagem’ que os corintianos possuem é o poder de preferência, no caso de algum time apresentar uma proposta pelo atleta. Ainda assim, a direção do clube alvinegro entende que não conseguirá competir financeiramente com qualquer investida internacional pelo jogador.