Rebellion-Williams supera ByKolles e vence 24h de Le Mans virtual

Josh Suttill
motorsport.com

O carro número 1 da Rebellion Williams Esports aguentou um ataque tardio do único carro da ByKolles para vencer a edição inaugural das 24 Horas de Le Mans Virtual.

Organizada pelo WEC, Automobile Club de l'Ouest e Motorsport Games, a corrida de endurance virtual ocorreu no final de semana original da prova real de Le Mans, sendo a etapa de La Sarthe foi adiada para setembro devido à pandemia da covid-19.

Leia também:

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

F1: Ex-companheiro, Webber crê que Vettel terá ano sabático em 2021Alonso x Montoya: quem chegará antes à Tríplice Coroa do Automobilismo?Distanciamento social eliminará cerimônia de pódio tradicional da F1

O piloto de fábrica da Mercedes GT Raffaele Marciello, o reserva da Haas F1 Louis Deletraz e os pilotos de simuladores Nikodem Wisniewski e Kuba Brzezinski triunfaram em um dos quatro carros inscritos em parceria entre a Rebellion e a equipe de corrida virtual da Williams F1.

Com Marciello ao volante, o carro foi à liderança quando o Team Redline de Max Verstappen - compartilhado com o piloto da McLaren F1 Lando Norris - enfrentou problemas técnicos enquanto liderava a ‘noite virtual’.

O carro nº 1, que havia largado na oitava posição, controlou a segunda metade da corrida, com o carro nº 13 também da Rebellion e o nº 4 da ByKolles Burst Esports o seguindo na mesma volta.

O carro da ByKolles - gerenciado e conduzido pelo piloto do mundo real, Tom Dillmann - tentou uma estratégia alternativa nas paradas.

O piloto esloveno Jernej Simoncic, que fez a volta que colocou a ByKolles na pole position, aproveitou ao máximo seu combustível adicional disponível para passar por Michael Romanidis e chegar à vice-liderança, faltando apenas 20 minutos para a corrida acabar.

Simoncic começou a diminuir a liderança de Wisniewski, mas não conseguiu fazer progressos significativos e a Rebellion-Williams nº 1 venceu por 17,781 segundos de vantagem. A ByKolles foi forçada a se contentar com o segundo lugar, com o #13 Rebellion-Williams completando as posições do pódio.

O carro de Fernando Alonso e Rubens Barrichello terminou no 17º lugar.

Porsche domina classe GTE

O Porsche nº 93, com o vencedor de Le Mans, Nick Tandy, o campeão da Porsche Supercup Ayhancan Guven, o campeão da Porsche Esports Supercup Joshua Rogers e o norueguês Tommy Ostgaard ao volante, dominou a classe GTE.

A estreia virtual de Charles Leclerc como piloto da Ferrari em Le Mans foi marcada por problemas técnicos, que em um momento deixaram sua Ferrari 488 GTE virtual de cabeça para baixo no pitlane. Ele ficou em 18º na classe.

Leia também