Reality de La Liga abre portas para jovens talentos do Brasil

O programa terá Denílson, Zé Roberto, Cafu, Luis Fabiano, Djalminha e Edmílson como mentores dos jovens talentos da base nacional
O programa terá Denílson, Zé Roberto, Cafu, Luis Fabiano, Djalminha e Edmílson como mentores dos jovens talentos da base nacional

O Brasil é considerado o país do futebol, mas poucos jogadores das categorias de base conquistam a tão sonhada oportunidade de se tornarem profissionais. A falta de chances e planejamentos estratégicos dos clubes contribuem para que o sonho de jovens atletas não evolua além das tradicionais “peladas”. Sabendo desta situação e na busca por novos talentos, a La Liga criou o Bravo!, um novo reality show de futebol voltado exclusivamente às categorias de base nacionais.

Na noite da última terça-feira (06), representante do campeonato e renomados nomes do futebol brasileiro participaram do evento de lançamento do Bravo!, em São Paulo. O reality show dará aos 13 finalistas a chance de viajarem à Espanha para atuarem em partidas contra os jogadores das categorias juniores dos principais times do torneio espanhol.

Albert Castelló, embaixador da La Liga no Brasil, ressaltou em entrevista à Goal que o Bravo! chegou para ser um projeto democrático e de fácil acesso aos interessados. Jogador das categorias de base do Barcelona aos 16 anos de idade, o espanhol conhece os bastidores das disputadas peneiras de futebol. 

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Ao longo do bate-papo, ele ainda alertou os jovens atletas a respeito dos cuidados a serem tomados ao longo da trajetória, e que um dos objetivos do reality é criar novas possibilidades em um ambiente restrito e muita vezes tendencioso: a avaliação de talentos nos grandes clubes.

“Eu joguei na base do Barça, já tive o sonho de ser um profissional. Os jovem atleta deve pensar que a desculpa para não ser um profissional não é a ausência de alguma coisa. O importante é se fortalecer mentalmente, ter autoconfiança, disciplina, busca por aprendizado e acreditar no seu sonho”, disse.

“O projeto busca oferecer sonho e possibilidade para os atletas que querem se tornar profissional e por determinados motivos não conseguem uma oportunidade no futebol".

A principio, o Bravo! contará com 900 atletas nos quais vão passar por uma série de avaliações até o número de selecionados reduzir a 78. Nesta etapa, os quase 80 nomes vão ser divididos em seis equipes comandadas por embaixadores técnicos. Selecionados de maneira minuciosa, muito por conta da identificação com a La Liga, Zé Roberto, Denílson, Djalminha, Cafu, Luis Fabiano e Edmílson vão ter a difícil e complicada missão de guiar as equipes.

Com o objetivo de mesclar diferentes histórias e vivências por meio destes embaixadores, o Bravo! ainda marcará a disputa interna entre os atletas, uma vez que os times vão se enfrentar entre si até que os dois finalistas disputem o título com escala direta para a Espanha.

No caso de Denílson, ex-atleta de Bétis, São Paulo e Palmeiras, a chance de ser um mentor de novos talentos é um desafio profissional.

 

 

 

 

Ver essa foto no Instagram

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Amigos que o futebol me deu. Obrigado @laliga @fernandosanz_19 @zr11 @maurosilvaofficial @julianobelletti #laliga

Uma publicação compartilhada por Denilson Show (@denilsonshow) em 5 de Nov, 2019 às 7:42 PST

“Eu vou tentar ser o mais pontual possível, porque conversar sobre futebol com uma criança ou adolescente que está com muita vontade de querer virar profissional, é uma responsabilidade. Eu vou tentar mostrar os dois lados da moeda. É bacana conseguir aquilo que quer, mas se não conseguir nesta oportunidade [Bravo!], lá na frente poderá ter outra. O futebol é interessante por isso. Não existe apenas um clube, você pode não dá certo em um time ou nesse reality, mas no próximo você vai se encaixar”, contou.

Atualmente comentarista esportivo, Denílson relembrou o início da carreira profissional no São Paulo. Junto ao time do Morumbi, o ex-atleta ganhou os holofotes mundiais ao ser vendido para o Bétis, em 1998 por 32 milhões de dólares, a transferência mais cara da história do futebol à época.

“Eu vim de uma cidade onde era complicado ter uma oportunidade. Quando eu tive a minha consegui aproveitar mesmo sem imaginar que aquilo era uma oportunidade pois eu sempre desfrutei e brinquei muito de bola”, e seguiu. “É muito importante agarrar um sonho e ir atrás dele. Não estar jogando apenas por jogar, pois isso pode tirar a oportunidade de alguém que realmente quer jogar”.

Ao longo da conversa, Denílson fez questão de enfatizar que nem sempre as respostas de um teste podem ser as desejadas. Porém, o entusiasmo na busca pelo objetivo de se tornar jogador profissional deve seguir de maneira positiva, uma vez que respostas negativas fazem parte do processo. Mas que, por outro lado, é preciso ter cuidado com a maneira como um “não” pode ser dito ao candidato.

“Eu já escutei que não seria profissional por ser muito magro e baixinho. São coisas que acabam agravando a tentativa de se tornar profissional. Às vezes as pessoas acham que declarações assim não significam nada, mas é preciso ter cuidado para conversar com jogadores", disse.

SOBRE O BRAVO!

O Bravo! foi criado a partir da parceria da La Liga com o Grupo LX. O reality será transmitido nos canais ESPN Brasil ao longo de 2020. As inscrições podem ser feitas por meio do site bravoreality.com

Somente meninos entre 16 e 19 anos podem participar das seletivas. De acordo com as mídias oficiais do projeto, mais de 1000 candidaturas ocorreram ao longo das primeiras 24 horas de inscrições.

Leia também