“Nossa realidade é a Série B”, ressalta Danilo Fernandes

Enquanto fora de campo o Departamento Jurídico do Internacional tenta comprovar, na Suíça, uma irregularidade na inscrição de Victor Ramos pelo Vitória e uma possível reversão do rebaixamento no Brasileirão, dentro das quatro linhas, os jogadores colorados estão mostrando estar focados na disputa da Série B.

Em entrevista após o treino da última terça-feira, no CT Parque Gigante, o goleiro Danilo Fernandes falou sobre o julgamento e demonstrou que está concentrado apenas no que acontece dentro das quatro linhas.

“Eu só acompanhei o que foi passado pela imprensa. A gente não entra em discussão porque não cabe a nós. Nossa realidade hoje é a disputa da Série B. A gente tem o pensamento é na Série B e isso não é vergonha nenhuma para a gente. O que tiver que acontecer nos bastidores, vai acontecer, mas nosso pensamento no momento é na Série B”, afirmou o jogador.

Sobre o futebol que o Internacional vem apresentando no Gauchão, o goleiro ressaltou que nesta temporada o colorado vem mostrando bom desempenho em partidas decisivas. “Quando se fala em mata-mata, nós estamos apresentando uma boa campanha. Na Primeira Liga, tivemos uma fase de grupos muito boa e na Copa Brasil estamos tendo bons resultados. A gente sabe que deixou a desejar na primeira fase do Gauchão, mas agora vai começar do zero”, ressaltou.

Danilo também falou que o time deveria estar bem em todas as competições e que sabem que possuem uma cobrança no Campeonato Gaúcho. “Sabemos que estamos devendo no Gauchão. Temos que buscar um equilíbrio nos dois tempos dos jogos. Temos que começar muito ligados e terminar mais ligados ainda”, disse atleta, que espera que o time volte a apresentar um bom futebol.

Sobre o aniversário de 108 anos do Internacional, completados nesta terça-feira, o goleiro classificou como fundamental o título gaúcho, mas ressaltou que a prioridade é voltar para a primeira divisão.

“O maior presente que podemos dar ao torcedor colorado neste aniversário é título. O torcedor gosta e nós também. Este ano, o maior presente é o acesso novamente à Série A. Sabemos que o principal campeonato é a Série B e vai ser muito difícil, mas o ano já começou e a gente tem que dar resultados agora. O heptacampeonato gaúcho seria fundamental”, avaliou.