Real quer reverter expulsão de Sergio Ramos, mas regra joga contra o zagueiro

Goal.com

Depois da derrota por 1x0 para o Manchester City, em pleno Santiago Bernabéu, o Real Madrid está atrás de um reforço para a partida de volta, que será disputada no Etihad Stadium, no dia 17 de março. O clube merengue quer reverter a expulsão de Sergio Ramos, ocorrida no primeiro jogo do confronto, para que o zagueiro possa estar em campo na Inglaterra.

O capitão dos espanhóis recebeu o cartão vermelho aos 86 minutos de jogo, após derrubar Gabriel Jesus pouco antes da linha da grande área, enquanto o atacante corria para sair cara a cara com Courtois e aumentar a vantagem do City. Por considerar o lance uma chance clara e manifesta de gol, o árbitro expulsou o zagueiro. 

Porém, o Madrid não concorda com a decisão e a considera excessiva demais para o lance, por suspender o atleta da partida de volta. Assim, os merengues irão recorrer à decisão para, quem sabe, ter um dos principais ídolos em campo para conseguir reverter o resultado negativo.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio
Sergio Ramos Real Madrid 2019-20
Sergio Ramos Real Madrid 2019-20
Foto: Getty Images

 

O que diz a regra?

Sergio Ramos foi expulso por impedir uma chance clara e manifesta de gol do Manchester City. Gabriel Jesus estava em velocidade e sairia cara a cara com Courtois, com uma alta probabilidade de marcar o gol. Assim, como o zagueiro impediu continuação da jogada, recebeu o cartão vermelho. 

“Um jogador deve ser expulso quando impedir um gol ou uma clara oportunidade de gol, quando um adversário estiver se dirigindo em diagonal para a meta contrária, cometendo uma infração punível com um tiro livre”, diz o livro de regras da CBF.

Sergio Ramos Gabriel Jesus Real Madrid Manchester City 2020
Sergio Ramos Gabriel Jesus Real Madrid Manchester City 2020
Foto: DAZN

É importante destacar que o lance aconteceu fora da área, o que muda completamente a situação. Se um jogador impede uma chance clara e manifesta de gol, dentro da área, o lance não precisa ser necessariamente punido com o cartão vermelho. A regra entende que o pênalti já é uma punição bem severa e, portanto, aplicar o cartão vermelho e a penalidade seria uma dupla punição no mesmo lance. 

Porém, isso não significa que um jogador não possa ser expulso caso cometa um pênalti. Caso a penalidade seja resultante de um lance em que o adversário não dispute a jogada - como por a mão na bola para impedir o gol, usar violência excessiva e etc. - o jogador deve ser expulso.

“Quando um jogador cometer uma infração contra um adversário dentro da sua área de penal, que impedir um gol ou uma clara oportunidade de gol e o árbitro assinalar um pênalti, o jogador infrator deve ser advertido se a falta for cometida na tentativa de jogar a bola. Em outras circunstâncias (ex: segurar, puxar, empurrar ou quando não haja possibilidade de disputar a bola etc.) o jogador deve ser expulso”.

Leia também