Real Madrid vence Valencia (3-1) e é o primeiro finalista da Supercopa da Espanha

AFP

O Real Madrid se tornou o primeiro finalista da nova Supercopa da Espanha nesta quarta-feira ao vencer o Valencia por 3 a 1 no estádio King Abdullah, na cidade saudita de Jidá, às margens do Mar Vermelho.

O alemão Toni Kroos abriu o placar com um gol olímpico logo aos 16 minutos. Isco aproveitou um rebote para ampliar (39) e o croata Luka Modric fez 3 a 0 (65), antes de Dani Mesmo diminuir de pênalti já nos acréscimos (90+2).

Com a vitória, o time madrilenho garantiu sua vaga na final de domingo. A equipe merengue aguarda o vencedor do duelo entre Atlético de Madrid e Barcelona, que será disputado na quinta-feira.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

O Real Madrid se mostrou muito superior ao atual campeão da Copa do Rei: logo aos 5 minutos o francês Raphael Varane cabeceou mas o goleiro Jaume Doménech defendeu. Onze minutos depois aconteceu o lance que causou uma surpresa generalizada: Toni Kroos cobrou rápido um escanteio e a bola foi diretamente para o fundo das redes do Valencia sem que o goleiro pudesse fazer nada.

Incapaz de superar o meio de campo, o Valencia buscou a bola longa e algum contra-ataque para tentar surpreender o Real Madrid, que jogava mais à vontade.

- Valencia sem reação -

Após o intervalo, o jogo continuou com o mesmo desenho tático, com o Valencia sem poder de reação.

Isco continuou sendo um verdadeiro pesadelo para a defesa adversária, comandando o Real Masrid com suas infiltrações e dribles.

O técnico do Valência, Albert Celades, tentou colocar mais ofensividade com a entrada do uruguaio Maxi Gómez no lugar de Geoffrey Kondogbia (57), mas sua equipe continuou sem ideias.

O domínio merengue se refletiu no terceiro gol, quando Modric recebeu uma bola de Jovic na área e soltou um disparo cruzado com a parte exterior do pé e mais uma vez Jaume nada pôde fazer (65).

Mas, quando parecia que o jogo terminaria 3 a 0, uma mão de Sergio Ramos na área foi punida com um pênalti convertido por Parejo (90+2).

"Foi um jogo totalmente controlado. Entramos em campo com a intenção de ter a posse de bola e conseguimos (...) Tudo correu bem, como planejamos", afirmou o volante brasileiro Casemiro após o jogo em entrevista ao canal Movistar.

O técnico Zinedine Zidane surpreendeu ao escalar cinco meias. "Talvez nos falte um pouco de profundidade quando você tem cinco meias, mas acho que tivemos a posse de bola. Foi um jogo também para testar como trabalhamos com cinco jogadores no meio e ficou claro que sim, podemos jogar assim, contra um time difícil, o Valencia, que sabemos que joga bem".

Leia também