Real Madrid fez de tudo por Neymar e Chelsea citou Micheal Jordan em proposta, revela livro

O livro "Football's Secret Trade: How the Player Transfer Market was Infiltrated", escrito por Alex Duff e Tariq Panja, será publicado no dia 10 de abril na Europa. A obra mostra mais detalhes ainda desconhecidos de como o Barcelona conseguiu contratar Neymar e revela que Chelsea e Real Madrid fizeram propostas pelo brasileiro.

A história contada na publicação volta até 2006, quando o empresário de Ney, Wagner Ribeiro, levou o garoto de 14 anos à Espanha, para conhecer o Real Madrid, que havia comprado Robinho, que tem o mesmo agente, um ano antes.

O Santos, teria então chamado o empresário Marcos Motta para avisar o Real que Neymar era menor de idade. "Prestem atenção. Ligamos para a Fifa, ligamos para a CBF, ligamos para todo mundo", revelou o advogado.

Neymar Brasil Paraguai Eliminatorias 2018 28032017

(Foto: Getty Images)

VEJA TAMBÉM:
Zico critica CBF e federações | Cartoon do Dia | James melhor com a Colômbia

Na sequência, o craque teria parte de seus direitos negociados com o grupo Sonda, que chegou a se reunir com Roman Abramovich, dono do Chelsea, em Londres. Os autores relatam um encontro, em agosto de 2010, logo depois da estreia de Neymar pela Seleção, contra os EUA.

"No dia seguinte tivemos um encontro em Nova York", revelou o advogado Marcos Motta. Estiveram na reunião Wagner Ribeiro, o pai de Neymar, Pini Zahavi (negociador israelense do Chelsea), uma delegação do clube inglês e o presidente recém-eleito do Santos, Luis Álvaro Ribeiro, que rejeitou proposta de 35 milhões de euros.

Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, Laor, Neymar, Neymar Pai - Santos

(Foto: Divulgação/Santos)

Em 2011, o Real teria também uma proposta rejeitada, de 45 milhões. Motta, novamente, contou outro momento que poderia ter tirado Ney do Barça. O Chelsea enviou Michael Emenalo, diretor de futebol, ao Brasil, para falar diretamente com o jogador.

"Foi a primeira vez que vi o pai de Neymar ouvindo alguém por mais de 30 minutos sem olhar par ao celular", recorda Motta.

O Chelsea teria dito a Neymar que queria que ele fosse o seu Michael Jordan. Ele contou como o Chicago Bulls não era um time tão importante antes do astro e mostrou no que a equipe se transformou por conta dele.

O Real, finalmente, ainda igualaria a proposta do Barcelona, aumentando o salário, para tentar convencer o camisa 10 do Brasil a jogar no Santiago Bernabéu, mas a negociação que hoje é investigada nos tribunais, por irregularidades nos valores, acabou saindo e ele se juntou ao clube catalão.