Real Madrid e United querem Sterling: Guardiola pode se preocupar

Goal.com

Raheem Sterling está na mira do Real Madrid e, segundo noticiado pelo The Independent, o Manchester United também está interessado em tirar o atacante inglês do rival City. Segundo a publicação, a punição de dois anos sem Champions League para os azuis mancunianos (sanção a qual os Citizens tentam evitar) podem pesar para uma eventual saída do atleta.

Sterling defende o City desde 2015, após deixar o Liverpool em uma polêmica transação, e passou a ser um dos principais destaques dos azuis de Manchester. Conquistou duas vezes a Premier League, além de uma Copa da Inglaterra e outras quatro Copas da Liga. Na atual temporada, segue sendo uma das principais peças do time treinado por Pep Guardiola.

Considerando todas as competições, foram 20 gols e quatro assistências. Apenas Sergio Aguero (23 tentos) estufou mais vezes as redes no time. De acordo com estatísticas da Opta Sports, Sterling é o terceiro jogador que mais criou chances de gol para os Citizens (58) – menos apenas do que Mahrez (71) e Kevin De Bruyne (117).

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Ou seja: Raheem Sterling é um jogador inquestionavelmente importante para o Manchester City. E sua presença pode ser ainda mais vital nos anos que estão por vir, especialmente pela provável saída de Leroy Sané, também um ponta, para o Bayern de Munique. Em meio a um cenário que muitos apostam que será de custos reduzidos no futebol europeu pós Covid-19, o City teria apenas Sterling como especialista na ponta-esquerda com a saída de Sané.

Mahrez atua mais pela direita, enquanto Bernardo Silva atua constantemente aberto também por ali – ainda que possa ser utilizado mais centralizado. Em meio ao rigoroso calendário do futebol inglês, é possível imaginar Sterling atuando por vezes pela direita.

A opção foi inclusive ventilada em um artigo no site The Athletic, sobre a necessidade de o Manchester City renovar um elenco que começa a mostrar sinais de envelhecimento. Gabriel Jesus seria outra possibilidade de atuar aberto pelos lados – foi inclusive por ali que o brasileiro teve, contra o Real Madrid, na Champions League, uma de suas melhores atuações na temporada.

Mas o ideal é que Sterling, cujo contrato com o Manchester City vale até 2023, siga no Etihad Stadium nas próximas temporadas. É por isso que a possibilidade de ver o atacante saindo, seja para United ou Real Madrid, representaria uma grande dor de cabeça para o técnico Pep Guardiola.

Leia também