#Nossos10 e críticas: manifestações do Flamengo e torcida no 1º ano do incêndio no Ninho

Goal.com
Há um ano o incêndio que chocou o pais acabou com a vida de dez jovens da base do clube carioca; reações são de homenagens, saudade e revolta
Há um ano o incêndio que chocou o pais acabou com a vida de dez jovens da base do clube carioca; reações são de homenagens, saudade e revolta

Este sábado (8) está sendo diferente e trás um mistura de sentimentos para todos. Há um ano, um incêndio chocou o país matando dez jovens das categorias de base do Flamengo, em um alojamento no CT do Ninho do Urubu.

O clube prestou algumas homenagens nas redes sociais, assim como jogadores do atual elenco, como Gabigol, ou atletas que já fizeram parte da história rubro-negra no passado, como Vinícius Jr., do Real Madrid. Além deles, claro, os torcedores e familiares não poderiam deixar de prestar suas homenagens para demonstrar toda saudade e tristeza a que essa data remete.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Mas nem todas as reações sobre o caso são boas ou bonitas. Eduardo Bandeira de Mello, ex-presidente do Flamengo, e a atual diretoria do clube estão sendo alvo de críticas sobre o modo que estão tratando o caso e os familiares envolvidos. O ex-mandatário mostrou confiança que será inocentado por não ter conhecimento desse tipo de problemas na época, o que segundo ele, ficava restrito ao setor operacional. Torcedores e familiares estão protestando neste sábado em busca de respeito e justiça. 

 

Leia também