Rashford publica texto após pênalti perdido na Euro: 'Senti como se tivesse decepcionado todo mundo'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


Após perder um dos pênaltis na final da Eurocopa neste domingo, Marcus Rashford, atacante do Manchester United, foi vítima de racismo nas redes sociais junto de Sancho e Saka. O jogador publicou, nesta segunda-feira, um texto falando sobre a dor da derrota na final da competição.

Veja a tabela das Olimpíadas

- Eu nem sei por onde começar e nem sei como colocar em palavras como estou me sentindo neste exato momento. Tive uma temporada difícil, acho que ficou claro para todos e provavelmente fui para a final com falta de confiança. Sempre me apoiei em uma penalidade, mas algo não parecia certo. Durante a longa corrida, fui poupando um pouco de tempo e infelizmente o resultado não foi o que eu queria - publicou.

Em sua nota, Marcus Rashford continuou a falar sobre a decepção da derrota e de seu pênalti perdido na decisão da Euro.

- Eu me senti como se tivesse decepcionado meus companheiros de equipe. Eu me senti como se tivesse decepcionado todo mundo. Uma penalidade foi tudo o que me pediram para contribuir para a equipe. Posso marcar pênaltis enquanto durmo, então por que não aquele? Está tocando na minha cabeça repetidamente desde que bati na bola e provavelmente não há uma palavra para descrever bem a sensação - escreveu.

A final da Eurocopa foi a primeira da Seleção Inglesa desde o título da Copa do Mundo de 1966, contra a Alemanha. Em sua publicação no Instagram, Rashford fez questão de lembrar da pressão existente.

- Final. 55 anos. 1 penalidade. História. Tudo o que posso dizer é que sinto muito. Eu gostaria que tivesse sido diferente. Enquanto continuo a pedir desculpas, quero gritar para meus companheiros de equipe. Este verão foi um dos melhores experiências que já experimentei e todos vocês desempenharam um papel nisso. Uma irmandade foi construída que é inquebrável. Seu sucesso é meu sucesso. Suas falhas são minhas - adicionou.

A derrota da Inglaterra reacendeu o racismo existente entre torcedores que atacam jogadores em suas redes sociais. Rashford, Sancho e Saka, que perderam os pênaltis ingleses, foram vítimas de ataques.

- Tornei-me parte de um esporte em que espero ler coisas escritas sobre mim. Seja a cor da minha pele, onde cresci ou, mais recentemente, como decido passar meu tempo fora do campo. Posso receber críticas do meu desempenho o dia todo, meu pênalti não foi bom o suficiente, deveria ter entrado, mas nunca vou me desculpar por quem sou e de onde vim. Eu não senti nenhum momento mais orgulhoso do que usar aqueles três leões no meu peito e ver minha família torcer por mim em uma multidão de dezenas de milhares. Sonhei com dias assim - pontuou.

Por fim, Rashford lembrou de suas origens humildes e concluiu a nota falando sobre elas.

- As mensagens que recebi hoje foram positivamente impressionantes e ver a resposta em Withington me deixou à beira das lágrimas. As comunidades que sempre envolveram seus braços em volta de mim continuam a me sustentar. Sou Marcus Rashford, 23 anos, negro de Withington and Wythenshawe, South Manchester. Se não tenho mais nada, tenho isso - concluiu.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos