Rashford ajuda a fornecer três milhões de refeições para pessoas desfavorecidas no Reino Unido

AFP
Marcus Rashford, atacante do Manchester United, em uma partida da Premier League contra o Burnley no dia 28 de dezembro de 2019
Marcus Rashford, atacante do Manchester United, em uma partida da Premier League contra o Burnley no dia 28 de dezembro de 2019

O jogador da seleção inglesa e do Manchester United, Marcus Rashford, anunciou que conseguiu levantar os fundos necessários para permitir à associação FareShare de servir 3 milhões de refeições a pessoas desfavorecidas.

"Tenho ótimas notícias! Tínhamos um objetivo de que até o final de junho a FareShare seria capaz de fornecer 3 milhões de refeições a pessoas vulneráveis em todo o Reino Unido. Hoje atingimos esse objetivo", escreveu o jogador na noite de quinta-feira em sua conta no Twitter.

Quando a temporada da Premier League foi suspensa, o atacante de 22 anos começou a colaborar com a FareShare, que luta contra o desperdício de alimentos e a subnutrição. Seu objetivo: permitir que crianças privadas de comida sejam alimentadas nas cantinas devido ao fechamento de escolas por causa da pandemia de COVID-19.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

O jogador lançou uma primeira campanha em sua conta do Twitter e redes sociais no início de abril, arrecadando 134.000 libras (cerca de US$ 170.000), quantia que ele havia aumentado para 400.000 libras (cerca de US$ 506.000) com seu próprio dinheiro.

Sua iniciativa foi amplamente aplaudida e também foi lançada em plena controvérsia sobre a recusa dos jogadores em reduzir seus salários para ajudar seus clubes diante da crise.

Mais tarde, Rashford estabeleceu uma meta de fornecer 3 milhões de refeições até o final de junho, graças a doações de alimentos ou financeiras, que representaram cerca de vinte milhões de libras (US$ 25,3 milhões).

"Não vou parar minha luta até que nenhuma criança no Reino Unido tenha que se perguntar de onde virá a próxima refeição", tuitou o atacante do Red Devils, que disse ter recebido esse tipo de ajuda quando era menino criado apenas por sua mãe, que trabalhou longas horas para garantir a ele pelo menos uma refeição antes do jantar.

Leia também