Rapinoe opina sobre Messi e Cristiano Ronaldo: 'Poderiam fazer muito mais para combater o racismo'

LANCE!
·1 minuto de leitura


A jogadora de futebol Megan Rapinoe mostrou mais uma vez sua posição sobre as questões sociais. Em entrevista ao jornal francês L’Équipe, a norte-americana disse que Cristiano Ronaldo, da Juventus, e Lionel Messi, do Barcelona, podem fazer muito mais contra o racismo e xenofobia.

– Desde que denunciei a relutância (com alguns temas) de alguns jogadores na premiação da Bola de Ouro em 2019, ainda não tenho notícias de Cristiano e Messi. Eles poderiam fazer muito se decidissem usar seu nível estupendo de popularidade para combater o racismo, por exemplo. Não estou falando sobre usar uma camiseta do Black Lives Matter, estou falando sobre ir mais longe – completou.

A atleta ainda deixou um alerta para os jogadores mais jovens, como Kylian Mbappé, do Paris Saint-Germain.

– Espero que Mbappé compreenda, em breve, o impacto visual que pode ter. E como essa influência pode ser formidável para ele. Ele veio ao mundo com um dom extraordinário que lhe permite levar uma vida confortável”, afirmou. “Você pode se perguntar como pode inspirar os jovens e espero que compreenda que pode mudar o mundo. Às vezes, depende de vários jogadores para se poder mudar o mundo – finalizou.

Além de todo o engajamento, a norte-americana já se mostrou forte dentro de campo. Ela já foi campeã mundial com a seleção dos Estados Unidos e eleita melhor jogadora do planeta em 2019.